Home / Destaques / ACM Neto aponta motivação política em recente atos de vandalismo em frente à Camara e diz que providência contra os responsáveis será na disputa em 2018

ACM Neto aponta motivação política em recente atos de vandalismo em frente à Camara e diz que providência contra os responsáveis será na disputa em 2018

Crédito: Mathias Jaimes/TV Servidor

Dias depois dos ataques e atos ofensivos de vandalismo cometidos por manifestantes ligados ao Partido dos Trabalhadores (PT), do governador Rui Costa e demais partidos de esquerda, lideranças sindicais e alguns vereadores da oposição contra a entrega do título de cidadão soteropolitano ao prefeito de São Paulo, João Doria, na noite de segunda-feira (7), no plenário da Câmara Municipal, proposta de autoria do vereador Felipe Lucas (PMDB), o prefeito ACM Neto considerou que os atos agressivos de ameaças, insultos e arremessos de ovos foram praticados por motivação política, mas disse que não tomaria providencias contra os responsáveis, mas que a resposta aos oposicionistas será em 2018.

O prefeito voltou a classificar o ocorrido como atos de “vandalismo” e criminoso”. Para Neto, o fato só mostra o comportamento desesperador, truculento e violento orquestrado pelo governador Rui Costa e seus aliados com motivação política, mas adiantou que não vai entrar com providencias sobre assunto.

“Eu acho que a pior providência, a mais dura providência será tomada no ano que vem, porque as pessoas vão saber julgar qual é a atitude de cada um. Eu, por exemplo não vi ninguém ter coragem de ir a imprensa pra defender ou elogiar o que aconteceu na segunda. Ninguém teve coragem. Nem mesmo aqueles que estavam mobilizando os militantes partidários ligados ao senhor governador do Estado da Bahia que estavam mobilizando e participaram daquele ato e ninguém teve a coragem de vir a púbico para defender o ato criminoso que aconteceu na segunda-feira. Eu podia ter tomado outra providência, eu podia ter mandado a Guarda Municipal que está sob o meu comando, afastar os manifestantes, mas eu preferi enfrentar a situação sabendo que havia ovos, o risco que aconteceu pra deixar claro qual é o procedimento de cada um. O meu é de defesa da democracia de maneira intransigene e plena, o deles, da violência e de métodos que, ao meu ver, não agradam a ninguém, a não ser aqueles mesmas pessoas que beiram a criminosos”, responde Neto.

Durante a confusão, houve agressões físicas e depredações em frente a Câmara Municipal. Nos atos e ataques, surgiram novas ameaças e, por questão de segurança, o Legislativo reforçou o policiamento em toda a área em que havia risco.

Rafael Santana

 


CONTEÚDO ALTERNATIVO CASO O VISITANTE NÃO TENHA O PLUGIN DE FLASH EM SEU COMPUTADOR (ESTE CONTEÚDO PODE APARECER TAMBÉM ENVOLVIDO POR UMA "DIV")


Sobre Rafael Santana

Rafael Bonfim Santana é jornalista com experiência em diversos sites e jornais da Bahia

Veja Tambem

Felipe Lucas defende proposta de indicação sobre uso de propaganda em uniformes dos alunos da rede municipal de ensino de Salvador

Alunos da rede municipal de ensino de Salvador podem passar a estampar logomarcas de empresas ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.