Home / Destaques / Festival Virada Salvador supera expectativas e reúne 2 milhões de pessoas na Boca do Rio

Festival Virada Salvador supera expectativas e reúne 2 milhões de pessoas na Boca do Rio

Crédito: Valter Pontes/Secom/PMS

O Festival Virada Salvador 2018 foi a maior festa de réveillon da história da capital baiana. Com novo local – a Boca do Rio, que substituiu o tradicional Comércio, no Centro Histórico – a variedade de shows e atrações conseguiu reunir um público de cerca de 2 milhões de pessoas, de soteropolitanos a visitantes de diversas partes do Brasil e do mundo, durante os cinco dias de festa. Somente na noite do dia 31, a contagem regressiva contou com a presença de 750 mil cidadãos. E o melhor: sem ocorrências graves e em clima de paz.

O prefeito ACM Neto avaliou que a festa foi aprovada por todos e que o local deverá ser consolidado como o principal espaço para eventos públicos a céu aberto da capital. “O melhor de tudo: foi uma festa que projetou Salvador para o Brasil e para o mundo, trouxe uma excelente repercussão para a cidade, gerou empregos, movimentou a nossa economia e aconteceu em um clima de paz e tranquilidade absolutas. Não tivemos qualquer tipo de incidente, seja no acesso ou mesmo dentro desse novo espaço, o que, é óbvio, consolida a Boca do Rio como um novo local para eventos de grande porte”, afirma.

O presidente da Empresa Salvador Turismo (Saltur), Isaac Edington, ressaltou que o desafio para os próximos anos é melhorar ainda mais a experiência da Arena na Boca do Rio, tanto em termos de atrações quanto de acessibilidade. “Queremos diversificar ainda mais a experiência das pessoas no local com mais atrativos de lazer, já que o espaço permite colocarmos mais itens além da roda gigante, da tirolesa e das estruturas gastronômicas e de artesanato. A intenção também é de fazer uma grade de shows ainda melhor, proporcionar mais acessibilidade no transporte e nos portais de acesso, dentre outros itens”.

Edington completou ainda que a Prefeitura pretende atrair mais eventos para a Boca do Rio, sejam eles realizados pela própria administração municipal quanto através de concessão à iniciativa privada. “Além disso, o Festival Virada Salvador possibilitou a valorização dos artistas da terra por meio da grande divulgação do evento, o que contribui para o fortalecimento da produção cultural da cidade”, finaliza.

Dentre os principais números dos cinco dias de festa, foram transportadas cerca de 1 milhão de pessoas por meio de ônibus, táxis e mototáxis; foram vendidas mais de 6 mil cartelas de estacionamento; quase 200 toneladas de resíduos coletados; 797 documentos encontrados; 16.267 crianças identificadas e 62 delas acolhidas. O setor hoteleiro registrou 100% de ocupação dos leitos para o Réveillon na região da orla – melhor resultado dos últimos anos. A estimativa é de que R$405 milhões tenham movimentado a economia local, e 410 mil turistas passaram a virada de ano na cidade.

SALTUR

Público – 2 milhões de pessoas nos cinco dias de festa. Ponto alto: dia 31/12 – 750 mil pessoas na Arena Daniela Mercury.

Tirolesa – 3,5 mil pessoas / média de 700 pessoas por dia.

Roda Gigante – 45 mil pessoas / média de 10 mil pessoas por dia.

Food Trucks – Média de 30 mil pessoas atendidas – melhor resultado das últimas três viradas.

Feira Criativa – Foram 40 estandes e todos registraram 100% de produtos vendidos.

Vila Pelô – Mais de 14 mil unidades de alimentos vendidos.

TRANSALVADOR

Estacionamento – 6.171 cartelas vendidas / 4.319 no Aeroclube e 1.852 nas áreas Zona Azul.

Fiscalização – 179 autuações, 81 remoções e três acidentes, com uma vítima.

Operação Lei Seca – 322 abordagens, com emissão de 34 autuações e oito remoções de veículos.

Veículos – 81.604 circularam pelo local nos cinco dias de festa.

Fluxo – Na quinta e sexta-feiras (28 e 29), o trânsito apresentou boa fluidez. No sábado (30), foram verificadas pequenas retenções no final dos shows, devido à travessia de pedestres. No domingo (31), pequenas retenções nas proximidades do evento durante a chegada do público e logo após a queima de fogos.

SEMOB

– 1 milhão de pessoas transportadas pelo Sistema de Transporte Público de Salvador (ônibus, táxis e mototáxis).

– 970 mil passageiros utilizaram ônibus; 18 mil circularam de táxi e 10 mil por mototáxi.

Operação – 43 linhas e 700 ônibus. No dia 31, foram disponibilizados ainda mais 200 veículos para as estações de transbordo.

SEMOP

Ordenamento de ambulantes

– 450 ambulantes licenciados;

– 104 agentes de fiscalização;

Baixo quantitativo de apreensões.

Salvamar

– 24 agentes na Praia da Boca do Rio;

– 33 pré-afogamentos (três no local do evento);

– Três encaminhamentos para o posto médico da Arena.

Poluição sonora

– Sem infrações na Arena Daniela Mercury;

– 44 ordens de serviço do Fala Salvador em Itapuã, Boca do Rio, Sussuarana, Pituba e Bonfim.

Iluminação

– 56 ocorrências na Arena Daniela Mercury;

– Tempo médio de atendimento: 56 minutos

– 1 mil projetores de 400 a 1.000w

– 1.300 luminárias “low bay” (indicada para interiores)

– 7km de iluminação complementar

– 150 profissionais

LIMPURB

– 198,5 toneladas de resíduos coletados;

– 122 ações de vandalismos nos sanitários químicos e contêineres climatizados, como acentos, vasos e torneiras quebradas, portas arrancadas e papeleiras danificadas;

– 1.662.000 litros de água e 3.884 litros de sabão utilizados;

– 232 colaboradores e 42 equipamentos envolvidos.

GUARDA MUNICIPAL

– 5.000 cartilhas informativas distribuídas;

– 16.267 crianças identificadas;

– 15 crianças perdidas e entregues aos responsáveis;

– 20 crianças foram encaminhadas ao Conselho Tutelar ou outro órgão responsável;

– 797 documentos e pertences pessoais achados e catalogados / 109 devolvidos durante o evento;

– 2.023 atendimentos – aumento de 552,6%, em comparação ao mesmo período do Réveillon do ano anterior, quando houve 310.

– 44 ocorrências – aumento de 175% em comparação ao mesmo período do Réveillon do ano anterior, quando houveram 16.

– Ocorrências mais comuns: prestação de socorro (10), intervenções em vias de fato (8), uso ou porte de substâncias ilícitas (5), furto a transeunte (4), agressão física/verbal (3), desordem (2), dentre outros.

OUVIDORIA

Fala Salvador – 94 registros (40,23% foram de informações/orientações e 43,68% foram de solicitação de serviço).

Mais demandas – Transalvador, Semop e Saltur.

SPMJ

Acolhimento – 62 crianças (34 meninos e 28 meninas)

Faixa etária – 28 com faixa etária de 0 a 6 anos; 22 com faixa etária de 7 a 11 anos; e 12 jovens de 12 a 17 anos.

Encaminhamentos –53 por meio do Conselho Tutelar; seis por meio de abordagem social e três por demanda espontânea.

SEMPS

– 533 atendimentos realizados

– 12 crianças e adolescentes em trabalho infantil

– 94 crianças e adolescentes em situação de risco social

– 117 crianças identificadas com pulseirinha

– 3.200 pessoas sensibilizadas pela campanha “Criança não é mão de obra”

DEFESA CIVIL

– 12 profissionais envolvidos (dentro e fora da Arena Daniela Mercury)

– 41 ocorrências nos cinco dias de festa

– Vistoria de estruturas e possibilidades de risco, boletins aos órgãos e acompanhamento da queima de fogos.

PREFEITURAS-BAIRRO

– 5 mil panfletos distribuídos sobre os serviços do órgão;

– 619 atendimentos (orientação, reclamação e sugestão);

– Apoio a uma criança perdida;

– Identificação e cuidado do entorno da festa.

COMUNICAÇÃO

– 40 matérias, notas e sugestões de pauta diariamente;

– 80 vídeos;

– 3 mil fotografias;

– 50 áudios;

– Envio de material e intermediação de fontes para imprensa local, regional e nacional.

Facebook da Virada

– 10 milhões de pessoas alcançadas;

– Mais de 500 mil manifestações, entre curtidas, comentários e compartilhamentos;

– Mais de 1 milhão de visualizações;

– Mais de 51 mil visitas ao perfil.


CONTEÚDO ALTERNATIVO CASO O VISITANTE NÃO TENHA O PLUGIN DE FLASH EM SEU COMPUTADOR (ESTE CONTEÚDO PODE APARECER TAMBÉM ENVOLVIDO POR UMA "DIV")


Sobre Rafael Santana

Rafael Bonfim Santana é jornalista com experiência em diversos sites e jornais da Bahia

Veja Tambem

Prefeitura realiza obra de pavimentação para inaugurar Casa do Carnaval

Em paralelo às obras de implantação da Casa no Carnaval, que vai servir de referência ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.