Home / Destaques / Polícia Federal cria grupo para combater “fake news” nas eleições de 2018

Polícia Federal cria grupo para combater “fake news” nas eleições de 2018

Foto: Reprodução/Site Tribuna da Internet

Nos próximos dias, a Polícia Federal (PF) dará início em Brasília às atividades de um grupo especial formado para combater notícias falsas durante o processo eleitoral. A iniciativa tem o objetivo de identificar e punir autores de “fake news” contra ou a favor dos candidatos. O grupo, que é formado por um delegado, um agente e um perito criminal federal, deverá trabalhar com técnicos do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e Procuradoria Geral da República (PGR).

A PF quer sugerir também a criação de uma legislação específica para as “fake news”, de modo que a prática seja devidamente tipificada e as penas definidas. A ideia é enviar a sugestão ao Congresso antes das eleições, para que a lei seja aplicada ainda durante o pleito deste ano.

No último dia 20 de dezembro, o diretor-geral da PF, Fernando Segovia, se reuniu com o ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), e com o procurador eleitoral Humberto Jacques de Medeiros para definir as diretrizes da força-tarefa.

Fux vai presidir o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nas eleições de 2018 e o grupo especial vai investigar de onde partem “fake news” e as campanhas de ofensas que se espalham nas redes sociais durante os pleitos.

Informações extraídas do Site Candeias Mix

 


CONTEÚDO ALTERNATIVO CASO O VISITANTE NÃO TENHA O PLUGIN DE FLASH EM SEU COMPUTADOR (ESTE CONTEÚDO PODE APARECER TAMBÉM ENVOLVIDO POR UMA "DIV")


Sobre Rafael Santana

Rafael Bonfim Santana é jornalista com experiência em diversos sites e jornais da Bahia

Veja Tambem

Prefeitura realiza obra de pavimentação para inaugurar Casa do Carnaval

Em paralelo às obras de implantação da Casa no Carnaval, que vai servir de referência ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.