Home / Destaques / Programas habitacionais da Prefeitura beneficiam cerca de 25 mil famílias

Programas habitacionais da Prefeitura beneficiam cerca de 25 mil famílias

Depois de 30 anos vivendo sob a perspectiva de, sem aviso, ver o imóvel erguido com o pouco que recebia em trabalhos informais lhe ser retirado à força, resultando na perda de seu referencial de lar e o abrigo para os dois filhos, a dona de casa Alexandrina Santos, 61, afirma que passou a dormir mais sossegada após a regularização de seu imóvel, localizado na comunidade do Alto das Pombas, na Federação, por meio do programa Casa Legal, da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra). “Passamos a viver com mais segurança e de cabeça erguida. Agora não temos mais aquele pânico de perder a casa e precisar buscar outro lugar para viver. Isso nos dá mais tranquilidade, com certeza”, diz.

Os programas de habitação popular, aí inclusos a entrega de casas por meio do Minha Casa, Minha Vida (MCMV), em parceria com o governo federal, a concessão de títulos de propriedade e a requalificação de imóveis precários em regiões insalubres da cidade já beneficiaram pouco mais de 25 mil famílias em Salvador. Tocados pela Seinfra, as iniciativas já foram implementadas em diversas localidades da capital baiana, a exemplo do Morar Melhor, iniciativa que propicia a melhoria das habitações em comunidades carentes e já atingiu moradores de 48 bairros de Salvador.


CONTEÚDO ALTERNATIVO CASO O VISITANTE NÃO TENHA O PLUGIN DE FLASH EM SEU COMPUTADOR (ESTE CONTEÚDO PODE APARECER TAMBÉM ENVOLVIDO POR UMA "DIV")


Sobre Mathias Jaimes

Mathias Ariel Jaimes é CEO da TV Servidor / Axé Notícias. Formado em publicidade. Estou artes plásticas na Universidade Federal da Bahia. MBA em marketing e publicidade estratégica na Uninassau

Veja Tambem

Felipe Lucas defende proposta de indicação sobre uso de propaganda em uniformes dos alunos da rede municipal de ensino de Salvador

Alunos da rede municipal de ensino de Salvador podem passar a estampar logomarcas de empresas ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.