Home / Destaques / ACM Neto apresenta iniciativa que gera empregos em localidades carentes de Salvador

ACM Neto apresenta iniciativa que gera empregos em localidades carentes de Salvador

prefeito-acm-neto-prefeitura-de-salvador-bahia

Após a campanha e a vitória exitosa nas eleições no último domingo (2), o prefeito reeleito de Salvador, ACM Neto (DEM), anunciou em entrevista coletiva à imprensa na tarde de segunda-feira (3), no Palácio Thomé de Souza, sede da Prefeitura que vai encaminhar à Câmara de Vereadores um projeto de lei para criar o programa Salvador Emprego.

Com o propósito de gerar empregos na capital, por meio de redução de impostos para empresas que instalarem em regiões carentes da cidade, o programa será uma das prioridades do prefeito em seu segundo mandato na gestão frente à prefeitura nos próximos quatro anos. Conforme ACM Neto, o objetivo é oferecer incentivos para as empresas que gerarem mais empregos em áreas da cidade onde há maior concentração de desempregados na cidade. Em especial, o Subúrbio e os bairros em volta da BR-324. Durante a entrevista, Neto disse que  ainda não há estimativas sobre quantos postos de trabalho serão gerados pelo programa nos setores da indústria, comércio e serviços.

O prefeito informou que haverá três faixas de descontos nos impostos sobre a Propriedade Predial Urbana (IPTU), Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS) e ITIV, cobrado sobre transações imobiliárias.

“Para estimular a economia é importante algumas ações por parte do poder público. Nós estamos fazendo um pacote de incentivos ficais que vão alcançar os três mais importantes tributos do município. Ele vai ser um projeto de caráter emergencial, com prazo de validade (de seis meses e ou um ano). É um convite para que empresários instalem suas empresas em Salvador e gerem empregos”, informa.

Ainda de acordo com o prefeito, a dimensão da isenção fiscal vai depender do volume de postos de trabalho gerados pelas empresas, sem limite previsto. conforme dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 17,6% dos moradores da capital baiana com mais de 14 anos estavam desempregados no segundo trimestre deste ano.

Paralelo à configuração do Salvador Emprego, Neto iniciou nesta semana a primeira da série de reuniões com o grupo de trabalho que vai redesenhar o novo formato do governo a partir de 2017. “A espinha dorsal continuará a mesma. Vamos fazer alguns finos ajustes. A composição só deve sair no fim de dezembro”, destaca o prefeito, ao indicar o ex-chefe da Casa Civil de Salvador, Luiz Carreira, para coordenar os trabalhos.

Sobre o equilíbrio das contas, para o prefeito, é o que mais o preocupa agora e também nas perspectivas para seu segundo mandato. “Temos que trabalhar para fechar as contas e ter uma reserva de recursos para ano que vem. A prefeitura sofre, assim como todas as prefeituras do Brasil, e nós vamos ter que usar a criatividade, sabendo que não existe margem para aumentar os impostos”, afirmou Neto, que aposta apoio do governo federal como fonte de recursos para Salvador.

“O presidente Michel Temer me ligou (anteontem) para me cumprimentar pela vitória. Ao agradecê-lo, disse que queria procurar e precisar do apoio federal. E vou fazer isso para atravessar esse periodo de dificuldade financeira que afeta a todos, não só Salvador”, destaca Neto.

Apesar da situação financeira fruto da crise econômica, Neto garantiu que seguirá com o planejamento de obras na cidade e prevê a inauguração do Hospital Municipal de Cajazeiras no primeiro semestre de 2018. Já a ordem de serviço para construir a primeira etapa do BRT, que ligará a Lapa ao Iguatemi, será assinada em janeiro de 2017. O prefeito garantiu ainda que não haverá atrasos nem parcelamento nos salários dos servidores, que inclui o 13º.

Com 32 vereadores eleitos que vão compor a bancada da base de apoio ao governo municipal no próximo mandato, Neto considera que terá facilidade na apreciação de projetos pela Câmara Municipal.  “Há quatro anos, esse número era bem menor. Eu tive que montar a maioria. Agora não. Do nosso lado, conseguimos eleger a maioria esmagadora dos vereadores e vamos trabalhar para poder tocar os projetos”, disse o prefeito. Ele afirmou que pretende manter o diálogo também com os parlamentares da oposição.

Foto: Mathias Jaimes/TV Servidor


CONTEÚDO ALTERNATIVO CASO O VISITANTE NÃO TENHA O PLUGIN DE FLASH EM SEU COMPUTADOR (ESTE CONTEÚDO PODE APARECER TAMBÉM ENVOLVIDO POR UMA "DIV")


About Rafael Santana

Rafael Bonfim Santana é jornalista com experiência em diversos sites e jornais da Bahia

Check Also

Entidades discutem execução e estratégias do programa Família Acolhedora

A operacionalização e estratégias do serviço Família Acolhedora foram discutidas e alinhadas na manhã terça-feira ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

google.com, pub-6410565665465772, DIRECT, f08c47fec0942fa0