Principal / Destaques / ACM Neto e presidente do TRE-BA inauguram novo posto de recadastramento biométrico na Prefeitura-Bairro da Liberdade

ACM Neto e presidente do TRE-BA inauguram novo posto de recadastramento biométrico na Prefeitura-Bairro da Liberdade

Crédito: Valter Pontes/Secom/PMS

Os eleitores em Salvador ganharam mais um posto para recadastramento biométrico na sexta-feira (15), na Prefeitura-Bairro Liberdade/São Caetano, localizado na Avenida General San Martin – 241. Foram instalados cinco guichês na unidade municipal, que funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. A inauguração do serviço contou com as presenças do prefeito ACM Neto e do presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), desembargador José Edivaldo Rocha Rotondano.

Durante a inauguração, ACM Neto ressaltou que tanto a Prefeitura como o TRE têm somado esforços para garantir a realização do serviço ao cidadão e fez um apelo para que os eleitores não deixem para fazer o recadastramento na última hora. “Aqui já foi ressaltada pelo presidente do Tribunal Regional Eleitoral, desembargador Rotondano, a importância de o cidadão buscar o recadastramento dentro do prazo. Salvador é uma cidade muito grande e se todos deixarem para realizar o serviço no último momento, fatalmente muitas pessoas ficarão sem o seu título. Por isso, é fundamental antecipar esse ato tão importante e decisivo para o futuro do país e da Bahia”, disse.

Crédito: Valter Pontes/Secom/PMS

O presidente do TRE, José Edivaldo Rotondano, falou sobre a importância de inaugurar mais um posto em Salvador. “Eu vejo com bons olhos a abertura de mais um posto, por meio dessa parceria entre a Prefeitura e o TRE, oportunizando às pessoas aqui, nesse posto, realizar o seu recadastramento biométrico. O prazo para da conclusão do serviço é até o dia 31 de janeiro e nós estamos preocupados porque Salvador tem um milhão novecentos e cinquenta e seis mil eleitores aptos a votar. Entretanto, apenas 600 mil eleitores fizeram o recadastramento biométrico até a data de ontem. O que nós não queremos é o cancelamento do título, pois implica em algumas penalidades”, ressalta.

O diretor-geral das Prefeituras-Bairros de Salvador, Júnior Magalhães, lembrou que as unidades municipais têm realizado uma média de dois mil recadastramentos biométricos diários. “É mais uma oportunidade que o cidadão de Salvador tem de realizar o serviço. A Prefeitura de Salvador, em parceria com o TRE, tenta facilitar a vida do cidadão com a inauguração de mais um posto dentro de mais uma comunidade”.

O posto da Prefeitura-Bairro Liberdade/São Caetano é o décimo instalado por meio de parceria entre o TRE baiano e a Prefeitura. O atendimento ocorre com hora marcada, por meio do serviço de agendamento disponibilizado no site do TRE-BA. O recadastramento biométrico também pode ser feito nos postos do Subúrbio/Ilhas, Pau da Lima, Itapuã/Ipitanga, Cidade Baixa, Cabula/Tancredo Neves, Barra/Pituba, Valéria e Cajazeiras, além do Bahia Outlet Center, no Uruguai.

O funcionamento das unidades municipais é de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, com distribuição de senhas. Ainda não há previsão de quando a Prefeitura-Bairro do Centro/Brotas realizará o serviço. O recadastramento biométrico é obrigatório na capital e deve ser feito pelo eleitor até o dia 31 de janeiro de 2018. Caso contrário, o eleitor poderá ter o título cancelado e até deixar de ter acesso a benefícios do governo federal, como o Bolsa Família.

Documentos – No momento do atendimento, o eleitor deverá apresentar, um documento original com foto (RG, CNH, carteira profissional e/ou passaporte), além de um comprovante de residência recente (emitido há, no máximo, três meses) em nome do solicitante ou de parente (com comprovação de parentesco). As pessoas que tiveram os dados cadastrais alterados por, dentre outras razões, casamento ou separação, devem levar um documento comprobatório para atualização das informações.

Os homens que farão a primeira via do título devem levar o comprovante de quitação militar, seja carteira de reservista ou certificado de alistamento militar. A Justiça Eleitoral lembra ainda que, para todos os casos de primeiro alistamento eleitoral, a CNH não é válida como documento de identificação, por não conter nacionalidade/naturalidade, assim como o modelo antigo de passaporte, por não conter a filiação.

Fonte: Secom/CMS

 

Sobre Rafael Santana

Rafael Bonfim Santana é jornalista com experiência em diversos sites e jornais da Bahia com foco em pautas políticas regionais

Leia também!

Salvador oferece mais de 116 mil consultas e exames oftalmológicos por mês

Cerca de 1,4 milhão de consultas e exames oftalmológicos. Esse é o número de procedimentos ...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *