Home / Destaques / Animal de estimação de morador de rua aceito em Unidade de Acolhimento

Animal de estimação de morador de rua aceito em Unidade de Acolhimento

A partir de agora, os moradores de rua que forem acolhidos na Unidade de Acolhimento Institucional (UAI) de Amaralina poderão levar seus animais de estimação. Na última segunda-feira (11), o vice-prefeito Bruno Reis assinou a ordem de serviço que autoriza a requalificação da unidade, prevendo a construção de uma área para acolhimento animal.

Segundo a vereadora Marcelle Moraes (sem partido), a iniciativa pioneira em Salvador visa preservar os vínculos afetivos dos donos com os animais de estimação. “A população que vive em situação vulnerável nas ruas costuma também adotar um bicho para viver, inclusive, muita das vezes essas pessoas perdem o contato com os familiares e o vínculo com o animal é o que se tem mais próximo do círculo de afetividade. Essa ação também é a defesa do direito dos animais dentro do ordenamento jurídico, pois os benefícios que eles trazem aos seres humanos é notório, independente da classe social”, afirmou a vereadora.

Para o acolhimento dos cães será construída uma área com baia individual, adequada às necessidades dos animais, sob a orientação e supervisão de uma equipe de veterinários. “O projeto busca preservar a liberdade de escolha dessas pessoas que não costumam ter muitas opções, além de preservar a saúde mental de ambos. É comum em abordagens sociais à vulneráveis, a recusa de ajuda por não quererem se separar do animal, a ação vai ajudar a melhorar os índices de aceitação do acolhimento”, pontou Marcelle.


CONTEÚDO ALTERNATIVO CASO O VISITANTE NÃO TENHA O PLUGIN DE FLASH EM SEU COMPUTADOR (ESTE CONTEÚDO PODE APARECER TAMBÉM ENVOLVIDO POR UMA "DIV")


About Mathias Jaimes

Mathias Ariel Jaimes é CEO da TV Servidor / Axé Notícias. Formado em publicidade. Estou artes plásticas na Universidade Federal da Bahia. MBA em marketing e publicidade estratégica na Uninassau

Check Also

Isenção de ISS para empresas de ônibus será discutida em nova reunião

Devido à ausência da promotora Rita Tourinho, do Ministério Público do Estado, e de questionamentos ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.