Principal / Destaques / Benito Gama classifica condenação de Lula como “depuração política nacional”

Benito Gama classifica condenação de Lula como “depuração política nacional”

Crédito: Mathias Jaimes/TV Servidor

“O julgamento é um marco divisor importante na história política e também judicial do Brasil e contribui para dar uma linha mais coerente aos julgamentos dos Tribunais e aos juízes singulares”, a afirmativa foi do deputado federal Benito Gama (PTB-BA) durante uma entrevista concedida à rádio baiana Jacobina FM sobre o julgamento do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), que condenou por unanimidade ontem (24), o ex-presidente da república, Luiz Inácio Lula da Silva.

Segundo o parlamentar baiano, a decisão do TRF-4 foi uma comprovação de que a Lava Jato é, foi e será um instrumento de renovação do combate à corrupção no Brasil. “Presidi a Comissão Parlamentar de Inquérito – CPI do impeachment do ex-presidente Fernando Collor de Mello, numa época que investigou a corrupção neste governo e, agora, esse desdobramento de combate à corrupção, me dá muita satisfação de ter começado em 1992. Isso porque é um processo longo, não é fácil, é um processo complexo, mas seguramente iremos levar o Brasil a caminhos melhores”.

Benito Gama demonstrou expectativas positivas com o futuro do país após processo de julgamento. “Não tenho dúvida que estamos caminhando para fazer uma depuração política nacional que contém erros e também tem acertos. Dentro da legislação temos que cumprir nosso compromisso, nosso trabalho. Penso que hoje seguramente é um novo momento para o Brasil como foi o impeachment do Collor, como foi na CPI do orçamento dos anões, como foi no impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff e também nos processos contra o presidente Michel Temer. Essa discussão é saudável, o importante é a participação popular”.

“Aguardei a decisão do Tribunal. A mesma foi tomada, vamos respeitar e fazer tudo para que seja cumprida. Essa decisão é judicial, não é política e qualquer tentativa realmente de partidos, principalmente do PT que é o partido do Lula, de querer não cumprir essa decisão em função de uma desordem ou de qualquer movimento de ruas, que não estejam amparados na lei, terão o nosso repúdio. Não somente o meu, mas de todo o cidadão brasileiro”, afirma Benito Gama.

O deputado Benito Gama foi enfático ao dizer que uma pessoa só não pode influenciar toda uma nação. “O Brasil tem 207 milhões de brasileiros. Hoje estava em julgamento um brasileiro. Temos que olhar para todo o contexto nacional, todos os habitantes do país e trabalhar muito para fazer uma eleição limpa com projetos e programas que atendam ao interesse nacional, coletivo, da população. Esse é e sempre foi o meu projeto. Lula não é o único capaz de ajudar o Brasil. Claro que ele foi importante, mas não é o único. E hoje o Brasil não recomeça e nem acaba. O Brasil continua andando e andando pra frente”, conclui.

Fonte: Site do deputado federal Benito Gama (PTB-BA)

 

Sobre Rafael Santana

Rafael Bonfim Santana é jornalista com experiência em diversos sites e jornais da Bahia com foco em pautas políticas regionais

Leia também!

Mais de 1,7 milhão de pessoas já recadastraram cartão SUS em Salvador

Faltando duas semanas para encerrar o prazo, mais de 1,7 milhão de moradores da capital ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *