Home / Destaques / Chefe da Casa Civil de Salvador inspeciona praias atingidas pelas manchas na manhã deste domingo (20)

Chefe da Casa Civil de Salvador inspeciona praias atingidas pelas manchas na manhã deste domingo (20)

Divulgação

Durante toda a manhã deste domingo (20), o chefe da Casa Civil da Prefeitura de Salvador, Luiz Carrera, acompanhou o trabalho das equipes da Empresa de Limpeza Urbana (Limpurb) na retirada dos restos de petróleo que estão sob as pedras e areias de algumas praias atingidas pelas manchas, como Pedra do Sal, em Itapuã, Patamares, Amaralina e Ondina.

Na ocasião, o gestor fez um diagnóstico da situação e destacou a diminuição do material nos últimos dois dias. “Desde a última sexta-feira, felizmente, não registramos mais chegada de óleo nas nossas praias, com significativa redução no recolhimento do material, que na verdade são fragmentos do que ainda restou. Com isso, as equipes de limpeza estão concentrando os esforços no trabalho minucioso de retirar essas pequenas pelotas que ficaram sob as pedras e na faixa de areia, o que requer maior tempo e cuidado”, frisou.

Balanço – Durante todo o dia de ontem e à noite, a Limpurb recolheu cerca de sete toneladas de óleo. Somando-se às 91 toneladas retiradas até a última sexta-feira (18), ao todo, já foram recolhidos 98 toneladas do resíduo das praias de Salvador. As praias atingidas pela mancha são as de Ipitanga até o Farol da Barra. Não há registro da chegada do petróleo no Subúrbio e Ilhas de Salvador.


CONTEÚDO ALTERNATIVO CASO O VISITANTE NÃO TENHA O PLUGIN DE FLASH EM SEU COMPUTADOR (ESTE CONTEÚDO PODE APARECER TAMBÉM ENVOLVIDO POR UMA "DIV")


About Mathias Jaimes

Mathias Ariel Jaimes é CEO da TV Servidor / Axé Notícias. Formado em publicidade. Estou artes plásticas na Universidade Federal da Bahia. MBA em marketing e publicidade estratégica na Uninassau

Check Also

Aras propõe ao MP diálogo e prevenção para o desenvolvimento social e econômico do país

Diálogo e prevenção. Essas são as palavras-chave que os membros do Ministério Público brasileiro devem ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.