Home / Destaques / Eleitores de Salvador decidem nas urnas pela renovação de 35% na Câmara Municipal

Eleitores de Salvador decidem nas urnas pela renovação de 35% na Câmara Municipal

whatsapp-image-2016-08-16-at-17-20-46

Um total de 1,9 milhão de eleitores de Salvador foram às urnas no domingo (2) e decidiram  entre os 984 candidatos que se apresentaram como opção para o eleitorado, os 43 vereadores que irão representar a população da capital baiana pelos  próximos quatro anos na Câmara Municipal de Salvador. A decisão dos eleitores nas urnas foi pela renovação de 35%, com 14 considerados como aspirantes novatos e apenas 10 como novos legisladores, sendo que cinco dos eleitos já atuaram como vereador em legislaturas passadas ou como suplentes em algum momento desta legislatura ( Mauricio Trindade do DEM, Atanazio Júlio do PDT, Téo Senna do PHS e Paulo Magalhães Júnior do PV e Marta Rodrigues do PT). Diante disso, pode-se analisar  que a renovação foi apenas de apenas 25% dos eleitos. Na eleição de 2012, a renovação foi de 56%.

Na lista das novas revelações do partido Democratas, está apenas Alexandre Aleluia, que tem a experiência e a herança política do pai, o federal José Carlos Aleluia. No time político-partidário inclui ainda Maurício Trindade, que ingressa a lista dos que retornam ao legislativo municipal, que junta-se a Duda Sanches, Léo Prates e Claudio Tinoco, que seguem para o segundo mandato com a reeleição, além de Orlando Palhinha, que segue para o quarto mandato.

O PV compõe três nomes: a nova revelação do partido verde Marcelle Moraes, irmã do deputado estadual Marcell Moraes, seguida dos velhos conhecidos Paulo Magalhães Jr., que retorna ao legislativo municipal, Henrique Carballal  e Sabá.

O PHS, que conta com quatro eleitos, sendo que duas delas de forma surpreendente: o cantor Igor Kannário e Teo Senna, que retorna ao legislativo de Salvador. Além deles, Isnard Araújo e Cátia Rodrigues integram a lista dos vitoriosos.

No PRB, partido ligado fortemente à Igreja Universal do Reino de Deus, destaca-se a eleição de Luiz Carlos, como um dos campeões de votos, com 16.530, além das pastoras Rogéria Santos e Ireuda Silva. Ainda nas legendas influenciadas pela igreja evangélica está o PSC, que reelegeu Heber Santana e a novata Lorena Brandão, que não reelegeu Alberto Braga por cinco votos.

O PMDB sofreu uma derrocada com nomes já conhecidos do legislativo municipal como Pedrinho Pepê e elegeu os jovens Daniel Rios e Felipe Lucas, que se juntam ao veterano Alfredo Mangueira, que se reelege para o sétimo mandato.

No PTN, a eleição fica por conta de Sidninho, a mais nova revelação do momento no partido, além de contar com a reeleição de Carlos Muniz e Toinho Carolino, e mais Beca e Joceval Rodrigues do PPS.

O PT, partido que teve resultado negativo nos estados do sudeste e no nordeste com forte impacto político, ainda conseguiu manter Moisés Rocha e Luiz Carlos Suíca, que foram reeleitos, além de Marta Rodrigues, que retorna a Casa Legislativa. O PCdoB renovou o mandato de Aladilce ao conquistar a reeleição e elegeu Hélio Ferreira, presidente do Sindicato dos Rodoviários.

No PSDB, o atual presidente da CMS, vereador Paulo Câmara, foi o campeão de votos com 18,432 mil. O partido tucano reelegeu ainda Tiago Correia e conseguiu eleger Atanázio Júlio.

No PTN, a eleição fica por conta de Sidninho, a mais nova revelação do momento no partido, além de contar com a reeleição de Carlos Muniz e Toinho Carolino, e mais Beca e Joceval Rodrigues do PPS.

Das legendas que elegeram apenas um legislador estão o PSD com o também veterano Edvaldo Brito, Geraldo Júnior do SD, Kiki Bispo do PTB, Odiosvaldo Vigas do PDT, José Trindade do PSL, Sílvio Humberto (PSB), Hilton Coelho do Psol e Ana Rita Tavares do PMB. Todos reeleitos.

Fortes aliados do prefeito ACM Neto

O prefeito ACM Neto superou o número dos vereadores eleitos que farão parte da bancada d base de apoio ao seu governo se comparado ao início do seu mandato em 2012 com 22 vereadores governistas e 21 eleitos em partidos que faziam parte das coligações adversárias, sendo 20 da liderada pelo PT e Hilton Coelho do Psol. Para o próximo mandato, o cenário legislativo passa por uma nova configuração com o apoio de 30 aliados eleitos para defender o novo governo municipal no legislativo a partir de janeiro de 2017.

No DEM, que elegeu a maior bancada que forma a base de apoio ao governo de ACM Neto, estão: Duda Sanches, o maior detentor de votos do partido com 14.455, mais Léo Prates, Claudio Tinoco, Palhinha, Maurício Trindade e Alexandre Aleluia.

No bloco verde, Neto conta com o apoio de Marcelle Moraes, Paulo Magalhães Júnior, Sabá e o ex-petista Henrique Carballal. No PMDB e no PSDB, aliados fortes do prefeito, tem a sua disposição: Daniel Rios, irmão de Davi Rios, Alfredo Mangueira e Felipe Lucas, somados aos time tucano, Paulo Câmara, Tiago Correia e Atanásio Júlio. No PHS: Isnard Araújo, Igor Kannário, Cátia Rodrigues e Téo Sena, mais Beca e Joceval Rodrigues do PPS e Geraldo Júnior (SD), Kiki Bispo (PTB) e Ana Rita Tavares (PMN). A lista de apoiadores e aliados segue com Luiz Carlos e as pastoras Rogéria e Ireuda do PRB, mais Heber Santana e Lorena Brandão do PSC. Enquanto isso, enquadram-se como independentes José Trindade (PSL) e Hilton Coelho do Psol.

Hoje, a bancada de oposição conta com três petistas (Suíca, Marta Rodrigues e Moisés Rocha), dois comunistas (Hélio Ferreira e Aladilce), além de Carlos Muniz, Toinho Carolino e Sidninho, ambos do PTN. E ainda Edvaldo Brito (PSD).

Ingresso de mulheres no legislativo municipal

Na eleição passada, mulheres ocuparam cinco cadeiras do legislativo municipal, enquanto que nessas eleições, o número quase que dobrou, pulando para oito o ingresso feminino no parlamento local.

Das vereadoras eleitas, Marcelle Moraes (PV) se destaca como a mulher mais votada para ocupar uma vaga na Câmara de Salvador com quase 16 mil.  Com 23 anos, a nova parlamentar verde defende a causa animal e teve como principal cabo eleitoral seu irmão, o deputado estadual Marcell Moraes (PV). A novata já adiantou ao dizer que vai lutar para expandir o Castramóvel, o Clinicão e SamuVET.

Além dela, foram eleitas Cátia Rodrigues (PHS), que segue para o segundo mandato, Marta Rodrigues (PT), Lorena Brandão do PSC, Ana Rita Tavares do PMN, a comunista Aladilce Souza, que conseguiu a reeleição e as pastoras Rogéria Santos e Ireuda Silva.

Ainda no cenário legislativo de Salvador, surpreendeu o número de figuras políticas já carimbadas e conhecidas na política local que ficarão de fora do legislativo, entre eles: Alberto Braga (PSC), Pedrinho Pepê (PMDB), Leandro Guerrilha (PTB), Antônio Mário (PSC), Eliel Sousa (PV), Euvaldo Jorge (PPS), Kátia Alves (SD), Vado Malassombrado (DEM), J. Carlos Filho (SD) e Alemão (PHS). E mais os oposicionistas Lessa (PT), Vânia Galvão (PT), Gilmar Santiago (PT) e o comunista Everaldo Augusto (PCdoB).

Foto: Rafael Santana/Reprodução TV Servidor


CONTEÚDO ALTERNATIVO CASO O VISITANTE NÃO TENHA O PLUGIN DE FLASH EM SEU COMPUTADOR (ESTE CONTEÚDO PODE APARECER TAMBÉM ENVOLVIDO POR UMA "DIV")


About Rafael Santana

Rafael Bonfim Santana é jornalista com experiência em diversos sites e jornais da Bahia

Check Also

Entidades discutem execução e estratégias do programa Família Acolhedora

A operacionalização e estratégias do serviço Família Acolhedora foram discutidas e alinhadas na manhã terça-feira ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

google.com, pub-6410565665465772, DIRECT, f08c47fec0942fa0