Principal / Destaques / Empresários apresentam reivindicações na Câmara Municipal de Salvador

Empresários apresentam reivindicações na Câmara Municipal de Salvador

Em reunião com o presidente da Câmara de Salvador, vereador Geraldo Júnior (MDB), micro e pequenos empresários entregaram um abaixo-assinado com 2.015 assinaturas solicitando o adiamento ou parcelamento dos tributos municipais. Participaram do encontro, na manhã desta segunda-feira (6), no Paço Municipal, a dentista Vastiane Evelise, o microempreendedor individual Manoel Argollo e o empresário da área de alimentação Raphael Santana.

No documento, os autores argumentam que a crise econômica provocada pela pandemia do novo coronavírus dificulta o pagamento imediato das taxas de Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU), do Imposto Sobre Serviço (ISS) e a Taxa de Fiscalização e Funcionamento (TFF). Conforme o presidente Geraldo Júnior, o abaixo-assinado clama ao Poder Executivo Municipal a adoção de medidas capazes de minorar a mais grave crise do século por que passa o meio empresarial baiano, responsável por 80% da mão de obra empregada em nossa capital.

Divulgação

O documento será entregue ao prefeito ACM Neto, que, conforme o presidente, tem sensibilidade para entender a questão. “Entregaremos esse justo pleito do setor produtivo e acreditamos que nos próximos dias será anunciado pelo Poder Executivo um pacote de medidas de incentivo e fomento à recuperação das médias, pequenas e microempresas, contendo incentivos fiscais e outros benefícios, para que, juntos, possamos criar um ambiente de recuperação dos empregos, de que tanto necessita o nosso povo”, acrescentou.

Sensibilização – “Compreendemos que só através da sensibilização do prefeito é que nós poderíamos obter sucesso nesse pleito de suspender, adiar ou parcelar os impostos. Então decidimos fazer o abaixo-assinado, para sensibilizar o prefeito a olhar com mais carinho para as dificuldades que os empresários estão passando e dar a oportunidade de pagar os impostos com carência e sem a cobrança de multas e juros, em condições mais favoráveis para a nossa categoria”, afirmou a dentista Vastiane Evelise.

O microempreendedor individual Manoel Argollo espera que ocorra a negociação com a Prefeitura e as atividades voltem dentro da normalidade, com paz, segurança e saúde para todas as pessoas. Conforme o empresário da área de alimentação Raphael Santana, o maior gargalo é a necessidade de reinvenção para continuar a atividade. “Muita gente teve que fechar porque não teve tempo para se reinventar e fazer uma nova estrada para o seu negócio”.

Ele frisou que a reabertura tem que ser responsável. “Brigamos para poder trabalhar e não ficar acovardado, esperando que as coisas aconteçam. Temos que trabalhar e continuar gerando empregos”, pontuou.

Sobre Mathias Jaimes

Mathias Ariel Jaimes ( DRT 5674 Ba ) , é CEO do site #TVServidor e sócio-proprietário da agência de comunicação interativa #TVS1 . Formado em publicidade na Argentina. Estudou artes plásticas na Universidade Federal da Bahia. MBA em marketing e comunicação estratégica na Uninassau. Aluno do professor Olavo de Carvalho, Curso Online de Filosofia, desde 2015.

Leia também!

Confiança do empresário industrial cresce pelo quinto mês consecutivo

Depois de chegar ao pior patamar da série histórica, em abril de 2020, o Índice ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *