Home / Destaques / “Estamos perdendo nossa juventude”, afirma deputada Kátia Oliveira sobre Atlas da Violência

“Estamos perdendo nossa juventude”, afirma deputada Kátia Oliveira sobre Atlas da Violência

Assessoria Kátia Oliveira

A deputada estadual Kátia Oliveira afirmou que são preocupantes os números de homicídios na Bahia divulgados pelo Atlas da Violência, elaborado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública na última quarta-feira (5). Segundo o estudo, o volume de assassinatos cresceu 4,4% em 2017 comparado ao ano anterior no estado – saiu de 7.171 para 7.487 casos.

Kátia Oliveira chama a atenção para outro dado preocupante: a maioria das mortes são de homens negros e jovens, com idade entre 15 e 29 anos. De acordo com o Atlas, do total de homicídios em 2017, dado mais recente disponível, 7 mil eram homens, 6.798 negros, e 4.522 jovens. “Estamos perdendo nossos jovens para a violência. As vítimas de homicídios são, em sua maioria, homens negros, jovens e da periferia, muitas vezes sem acesso a direitos básicos. O Estado precisa olhar para a juventude, acolher esses jovens, não se pode abandoná-los, pois são eles que vão construir o futuro desse país”, ressalta a deputada.

Para ela, a Bahia é carente de políticas mais efetivas de combate e prevenção à violência. “O crescimento no número de homicídios mostra que o governo do estado tem falhado no seu dever de garantir segurança para a população baiana, na capital e no interior. Faltam, especialmente, políticas sociais e inclusivas para a população periférica”, destaca.


CONTEÚDO ALTERNATIVO CASO O VISITANTE NÃO TENHA O PLUGIN DE FLASH EM SEU COMPUTADOR (ESTE CONTEÚDO PODE APARECER TAMBÉM ENVOLVIDO POR UMA "DIV")


About Mathias Jaimes

Mathias Ariel Jaimes é CEO da TV Servidor / Axé Notícias. Formado em publicidade. Estou artes plásticas na Universidade Federal da Bahia. MBA em marketing e publicidade estratégica na Uninassau

Check Also

TV. André Fraga: “Prefeitura agiu muito rápido limpando a praia na medida em que o óleo aparece”

Em entrevista, o secretário da SECIS alertou aos soteropolitanos sobre coleta de material e cuidados ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.