Home / Destaques / Governo Federal retoma quase 700 obras paralisadas no País

Governo Federal retoma quase 700 obras paralisadas no País

O governo federal apresentou nesta quinta-feira (24) o balanço da retomada de 673 obras que estavam paralisadas no País. Com investimento de R$ 1,4 bilhão, 475 obras recomeçaram e 198 foram concluídas entre novembro de 2016 a junho de 2017. No total, 1,6 mil empreendimentos receberam prioridade do governo para execução e conclusão das obras. A seleção levou em conta a relevância social e o impacto direto na melhoria da qualidade de vida da população.

Crédito: Prefeitura de Piraquara (PR)

No setor de infraestrutura turística, foram retomados 88,9% dos empreendimentos. Unidades Básicas de Saúde tiveram 86,1% das obras reiniciadas, Centro de Iniciação ao Esporte 73,4 %, Cidades Históricas 71,4%, Unidades de Pronto Atendimento 68,8% e Cidades Digitais 52,6%. No setor de saneamento básico, 52,3% das obras recomeçaram a execução.

“Mesmo diante das dificuldades orçamentárias e com a preocupação em readequar a situação fiscal do País, o governo deu continuidade ao compromisso assumido de retomar as obras paralisadas. O balanço mostra isso”, afirmou o secretário de Desenvolvimento da Infraestrutura (SDI/MP), Hailton Madureira.

Dos 673 empreendimentos, 217 enfrentavam problemas técnicos, 212 foram abandonados pelas empresas contratadas e 145 estavam com dificuldades orçamentária e financeira para a execução. Os demais envolviam problemas com órgãos de controle, judicial, ambiental, de titularidade e desapropriação, entre outros.


CONTEÚDO ALTERNATIVO CASO O VISITANTE NÃO TENHA O PLUGIN DE FLASH EM SEU COMPUTADOR (ESTE CONTEÚDO PODE APARECER TAMBÉM ENVOLVIDO POR UMA "DIV")


About Mathias Jaimes

Mathias Ariel Jaimes é CEO da TV Servidor / Axé Notícias. Formado em publicidade. Estou artes plásticas na Universidade Federal da Bahia. MBA em marketing e publicidade estratégica na Uninassau

Check Also

O choro de Geraldinho

Quem acompanha as pautas políticas da capital baiana identificou que a distancia entre Geraldo Júnior ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.