Home / Destaques / Greve política da APLB Sindicato: 95% dos professores estão trabalhando

Greve política da APLB Sindicato: 95% dos professores estão trabalhando

A Secretaria Municipal da Educação (Smed) lamenta o radicalismo da APLB ao impedir os funcionários da pasta de trabalharem. Para a Smed, isso é um absurdo, considerando que a Prefeitura tem se pautado no diálogo aberto e permanente. É importante ressaltar que esse movimento envolve uma minoria: nesta terça (07), são apenas 22 escolas paradas num universo de 434. Ou seja, 95% das escolas da rede municipal estão funcionando. A Smed volta a criticar o viés partidário do movimento. Ressalta ainda que está com uma proposta justa de reajuste de 2,5% retroativos a julho e lembra que, em setembro, a categoria recebeu outros 2,5% de aumento. Ou seja, serão dois reajustes em dez meses – situação não vista em nenhuma negociação neste período de crise.


CONTEÚDO ALTERNATIVO CASO O VISITANTE NÃO TENHA O PLUGIN DE FLASH EM SEU COMPUTADOR (ESTE CONTEÚDO PODE APARECER TAMBÉM ENVOLVIDO POR UMA "DIV")


About Mathias Jaimes

Mathias Ariel Jaimes é CEO da TV Servidor / Axé Notícias. Formado em publicidade. Estou artes plásticas na Universidade Federal da Bahia. MBA em marketing e publicidade estratégica na Uninassau

Check Also

Salvador é destino mais procurado para o Réveillon

Salvador alcançou o primeiro lugar na lista dos 20 destinos mais procurados por quem deseja ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.