Home / Destaques / Heraldo Rocha deixa o cargo no Dnocs: “Eu saio triste. Não acredito que houve atrito, porque os deputados estaduais sabiam que eu era despachante de emendas parlamentares”

Heraldo Rocha deixa o cargo no Dnocs: “Eu saio triste. Não acredito que houve atrito, porque os deputados estaduais sabiam que eu era despachante de emendas parlamentares”

O ex-deputado e presidente do DEM em Salvador, Heraldo Rocha, deixou na segunda-feira (23), o cargo de coordenador estadual do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs) onde ficou durante um ano, a pedido do deputado federal e presidente estadual do partido, José Carlos Aleluia, que o indicou para o órgão federal.

Heraldo declarou ao TV Servidor que a decisão de sua demissão do Dnocs teve motivação política pelo fato dele anunciar que é pré-candidato a deputado estadual em 2018 e também pelo fato de deputados estaduais e federais estarem insatisfeitos com a condução de Rocha no cargo. “A questão é que o deputado Aleluia pediu o cargo, porque, provavelmente, eu não estava correspondendo. É uma coisa muito normal na política, eu acho. Eu saio triste, porque estava fazendo um bom trabalho no Dnocs pela minha experiência na área social, mas, infelizmente, não tem orçamento e eu tenho muitos amigos na bancada estadual e não acredito que houve atrito, porque todos os estaduais sabiam que eu era um despachante de emendas parlamentares. Os deputados federais deveriam estar satisfeitos, porque eu liberei emendas de 2015 e 2016”, esclarece Rocha.

A demissão de Heraldo do Dnocs foi tomada após a decisão do deputado federal José Carlos Aleluia de afastar Rocha para resolver “atritos” que teriam ocorrido com a bancada estadual. “Heraldo vinha estabelecendo relações nos municípios sem levar em conta a existência de deputados aliados da nossa coligação. Procurava prefeitos que era ligado a determinado deputado, mas não o deputado”, explica Aleluia, que disse não saber ainda quem será nomeado.

Indagado se a demissão do Dnocs foi por terem impedido de ser candidato a deputado em 2018 e se o fato pode resultar em sua saída do Democratas, Heraldo Rocha afirma: “Eu sou candidato a deputado estadual. Não houve nenhum interferência para que eu não fosse candidato. Sou um pré-candidato, eu não posso dizer que sou candidato. Eu tenho que ser julgado pela executiva do partido. Tive dois mandatos, fui duas vezes secretário de Estado com experiência que tenho na área social e posso contribuir muito para o partido”.

Os comentários no meio político revelam que a saída de Rocha no Dnocs favorece o filho do deputado Aleluia, o vereador Alexandre Aleluia (DEM), que em 2018 deverá disputar uma cadeira na Assembleia Legislativa da Bahia. O fato gerou intensa repercussão política na Bahia na segunda-feira. No mesmo dia, o deputado Aleluia decidiu pedir o cargo ocupado por Heraldo, mas não comentou se vai indicar outro nome para substituir Rocha no órgão federal no Estado.

Rafael Santana


CONTEÚDO ALTERNATIVO CASO O VISITANTE NÃO TENHA O PLUGIN DE FLASH EM SEU COMPUTADOR (ESTE CONTEÚDO PODE APARECER TAMBÉM ENVOLVIDO POR UMA "DIV")


About Rafael Santana

Rafael Bonfim Santana é jornalista com experiência em diversos sites e jornais da Bahia com foco em pautas políticas regionais

Check Also

Kiki comemora iluminação de LED em Cajazeiras

O vereador Kiki Bispo (DEM) comemorou o início dos serviços do programa Iluminando Nosso Bairro ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.