Home / Municípios / Inscrições para Chamada Temática Cidade Sustentável encerram no dia 12

Inscrições para Chamada Temática Cidade Sustentável encerram no dia 12

Crédito: Jefferson Peixoto/Secom/PMS

Micro e pequenas empresas, startups e microempreendedores individuais (MEIs) interessados em participar da Chamada Temática Cidade Sustentável, terceira do Edital de Inovação para a Indústria, têm até o dia 12 para fazer as inscrições. Os projetos devem trazer soluções para os desafios urbanos na área de sustentabilidade, atendendo ao objetivo de tornar Salvador uma cidade referência no tema. A iniciativa é promovida pela Prefeitura, através da Secretaria da Cidade Sustentável e Inovação (Secis), e tem parceria com o Sebrae, Senai Cimatec e o grupo Civil. O resultado dos vencedores será divulgado no dia 31 deste mês.

Para participar do edital, é necessário preencher o formulário de inscrição – disponível na plataforma http://bit.ly/editalcidadesustentavel -, e enviar um vídeo de até 3 minutos do tipo Elevator Pitch (uma apresentação sucinta e efetiva), apresentando o grupo e o projeto, além de um Canvas da Proposta de Valor (uma ferramenta de planejamento estratégico), que ajuda a entender a relevância da solução. Até dez equipes serão selecionadas para desenvolver os projetos, e cada uma delas poderá receber financiamento de até R$150 mil. Desse total, R$ 50 mil é destinado para bolsas de estudo para os profissionais e o restante será utilizado para a execução das ideias.

Entre as cinco vencedoras da Chamada Cidade Resiliente, segunda do edital, está a startup Gestão da Cadeia de Atividades Potencialmente Poluidoras (GCAPP). De acordo com o CEO e co-fundador, Jasson Negrão, os trabalhos completaram um mês e já existe um protótipo da plataforma que vem sendo melhorado dia a dia. Ele explica que a ferramenta busca uma conexão entre as geradoras de resíduos, transportadoras, tratadoras e o destino final. A ideia é minimizar os transtornos dos resíduos perigosos, principalmente aqueles produtos por hospitais, clínicas, laboratórios, espaços veterinários e indústrias químicas e petroquímicas.

“Não se pode jogar isso direto no meio ambiente. Além de cometer crimes ambientais, ainda geram problemas de saúde pública”, afirma. Segundo ele, nesses últimos dias têm ocorrido várias reuniões com representantes da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Vigilância Sanitária e de grandes hospitais. “Estamos na fase das oitivas para termos noção da dimensão do problema”, pontuou Jasson.

Os trabalhos da Taurhus Energia, startup vencedora da primeira chamada “Cidade Inteligente”, em dezembro, já estão bem adiantados. Idealizadora da plataforma, Smartgov, uma ferramenta de gestão e monitoramento energético, a Taurhus já vai começar a implementação prática no prédio Secretaria Municipal de Gestão (Semge), nos Barris, no mês de outubro. O projeto visa fazer uso de uma tecnologia nacional de ponta que irá reduzir os gastos energéticos da gestão municipal com as contas de energia elétrica em até 30%.

Crédito: Jefferson Peixoto/Secom/PMS

Uma das idealizadoras do projeto, Tuane Paixão, explica que a plataforma vai identificar as perdas de energia através de indicadores de consumo. “Atualmente, o produto se encontra na fase de desenvolvimento, fase que durará cinco meses. A próxima etapa será a de testes em prédios estratégicos da Prefeitura de Salvador, com a finalidade de validar a ideia no mês de outubro de 2018”, salienta Paixão.

Fonte: Secom/PMS

 


CONTEÚDO ALTERNATIVO CASO O VISITANTE NÃO TENHA O PLUGIN DE FLASH EM SEU COMPUTADOR (ESTE CONTEÚDO PODE APARECER TAMBÉM ENVOLVIDO POR UMA "DIV")


About Rafael Santana

Rafael Bonfim Santana é jornalista com experiência em diversos sites e jornais da Bahia

Check Also

Mais 7 linhas urbanas passam a operar no Terminal Aeroporto a partir deste sábado 

A Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob) irá ampliar o atendimento de mais 7 linhas para ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.