Home / Política / Justiça Eleitoral do Paraná nega pedido de Lula para votar na prisão

Justiça Eleitoral do Paraná nega pedido de Lula para votar na prisão

Crédito: Ricardo Nogueira/EFE

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Paraná negou o pedido da defesa do ex-presidente Lula para votar nas eleições deste ano, na superintendência da Polícia Federal (PF) em Curitiba, onde está preso desde abril.

No despacho, o presidente do TRE-PR, Luiz Taro Oyama, justificou que seriam necessários, no mínimo, 20 eleitores para instalar uma seção eleitoral especial na sede da PF.

A regra é estabelecida no Código Eleitoral, como forma de não comprometer o sigilo do voto.

Em uma consulta à custódia da PF, em maio, porém, apenas o petista havia manifestado a intenção de votar, entre os 20 presos provisórios recolhidos no local. Segundo o TRE, isso impede a instalação de uma urna no local.

Outra opção para que o ex-presidente fosse autorizado a votar seria que ele transferisse temporariamente o título eleitoral, para o Paraná, ou optasse pelo voto em trânsito. No entanto, o prazo para isso se encerrou no dia 23 de agosto.

A decisão é do dia 30 de agosto, mas foi divulgada apenas nesta semana pelo tribunal.

Informações do Jornal Folha de São Paulo

 


CONTEÚDO ALTERNATIVO CASO O VISITANTE NÃO TENHA O PLUGIN DE FLASH EM SEU COMPUTADOR (ESTE CONTEÚDO PODE APARECER TAMBÉM ENVOLVIDO POR UMA "DIV")


About Rafael Santana

Rafael Bonfim Santana é jornalista com experiência em diversos sites e jornais da Bahia

Check Also

Jair Bolsonaro apoia José Ronaldo, diz Magno Malta

O senador capixaba Magno Malta (PR) disse, ontem (17), que o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.