Principal / Destaques / Marcos Mendes é favorável à proibição da cobertura de rios

Marcos Mendes é favorável à proibição da cobertura de rios

O vereador Marcos Mendes (PSOL) protocolou dois projetos de lei que versam sobre a proteção aos recursos hídricos. Um dispõe sobre a proibição da cobertura de rios, córregos, ribeirões e outras zonas úmidas em toda a cidade; o outro propõe a criação do Plano de Recuperação Hídrica do Município de Salvador.

Essas ações, segundo ele, visam restaurar os estragos feitos pelo “progresso” do mercado imobiliário e da mobilidade. É uma prática que se estende pelo mundo, citando como exemplos a revitalização do Rio Sena, na França, e do Tejo em Portugal. “O objetivo é também protegê-los para evitar novos ataques”, justificou.

“Modelo carrocrata” – Salvador precisa avançar nos debates sobre a preservação ambiental, argumenta Marcos Mendes, frisando que cabe também ao seu Mandato Ecossocialista propor alternativas. “Criticamos com veemência esse modelo carrocrata da prefeitura, a exemplo do BRT, que, entre diversas ações, tem a prática rudimentar do tamponamento de rios, que, por consequência, estimula zonas de calor e aumenta a incidência de enchentes”, ressalta. E acrescenta: “Entendemos os rios, bem como os demais segmentos hídricos, como parte importante para a nossa existência. Em tempos de emergência climática, recuperar os nossos rios se faz urgente, para salvar vidas”. Marcos Mendes diz que conta com o apoio da sociedade para a aprovação das proposições.

Sobre Mathias Jaimes

Mathias Ariel Jaimes ( DRT 5674 Ba ) , é CEO do site #TVServidor e sócio-proprietário da agência de comunicação interativa #TVS1 . Formado em publicidade na Argentina. Estudou artes plásticas na Universidade Federal da Bahia. MBA em marketing e comunicação estratégica na Uninassau. Aluno do professor Olavo de Carvalho, Curso Online de Filosofia, desde 2015.

Leia também!

Ações inclusivas protegem pessoas com deficiência durante pandemia

Desde o início da pandemia de Covid-19, a Prefeitura, através da Secretaria de Promoção Social ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *