Principal / Política / Marta Rodrigues homenageia Coletivo Mulheres do Calafate em sessão especial na Câmara nesta terça

Marta Rodrigues homenageia Coletivo Mulheres do Calafate em sessão especial na Câmara nesta terça

Crédito: Mathias Jaimes/TV Servidor

O Coletivo Mulheres do Calafate, criado para ajudar mulheres em situação de violência, vai ser homenageado pelos seus 25 anos de resistência e feminismo, nesta terça-feira (10), às 19h, com uma sessão especial na Câmara Municipal de Salvador, solicitada pela vereadora Marta Rodrigues (PT).

O grupo, oriundo da comunidade do Calafate, no bairro de Fazenda Grande do Retiro, trabalha para que se façam presentes medidas de enfrentamento à violência contra as mulheres, intensificando principalmente as atividades ligadas à educação.

Conforme Marta Rodrigues, o coletivo é uma iniciativa importante para agregar aos movimentos de mulheres que travam a batalha cotidianamente.  “São iniciativas como essa, que surgem da força de vontade das mulheres de não quererem ver suas vizinhas e amigas sendo violentadas, que nos mostram o quanto a união faz a força”, declara a vereadora.

O Coletivo surgiu em outubro de 1992, após um triste episódio vivenciado por oito mulheres da comunidade. Quando saíam de uma reunião para tratar sobre a organização de uma festa de São João, uma delas foi agredida e arrastada pelo companheiro em público. A agressão levou as mulheres a refletirem sobre as violências já sofridas por elas, fossem físicas, psicológicas ou sexuais.

Atualmente, o coletivo tem 38 integrantes, em sua maioria mulheres negras e adultas, com forte atuação no enfrentamento à violência contra as mulheres; Saúde, Direitos Sexuais e Reprodutivos; e da Economia Solidária. “Um trabalho muito bonito, mulheres que se juntaram para ajudar umas as outras, motivando-as a lutar, a enfrentar suas dores e impedir que novos casos acontecessem”, frisa Marta Rodrigues.

Conforme o Coletivo, um dos desafios se refere à naturalização do sofrimento pela condição de pobreza e de ser mulher negra. O coletivo pontua que as mulheres naturalizam a situação de sofrimento e de ‘que tudo tem que ser com dificuldade’.

Fonte: Secom/CMS

 

Sobre Rafael Santana

Rafael Bonfim Santana é jornalista com experiência em diversos sites e jornais da Bahia com foco em pautas políticas regionais

Leia também!

ACM Neto: “Mandetta é referência no combate à pandemia”

Em entrevista coletiva virtual, o presidente nacional do DEM, ACM Neto afirmou que o ex-ministro ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *