Home / Municípios / Montagem da piscina olímpica começa na próxima segunda

Montagem da piscina olímpica começa na próxima segunda

Crédito: Valter Pontes/Secom/PMS

A instalação da piscina olímpica da Praça Wilson Lins, na orla da Pituba, será iniciada na próxima segunda-feira (26) e terá prazo para conclusão de 90 dias. As peças que vão compor a piscina olímpica já chegaram a Salvador e estão armazenadas na Base Naval de Aratu, até que o procedimento de montagem seja iniciado. Em paralelo, o local onde o equipamento funcionará passa por obra civil, compreendendo ações de terraplenagem, base, sub-base, laje duplamente armada em concreto, além de contenção em alvenaria do entorno. O investimento é de R$1,3 milhão.

A piscina mede 25m x 50m, com dois metros de profundidade, e vai atender a crianças e adolescentes em escolinhas de iniciação esportiva, além de atletas de alto rendimento, absorvendo campeonatos e torneios nacionais e internacionais. O objetivo é tornar o local um grande centro aquático, que abrigará, além da natação, outros esportes, a exemplo de nado sincronizado, salto ornamental, polo aquático e maratona aquática. O espaço vai ter arquibancada fixa com capacidade para 350 lugares, bem como outra móvel, para mais 350.

A cessão do equipamento é fruto de um acordo de cooperação técnica entre o município, por meio da Secretaria Municipal de Trabalho, Esporte e Lazer (Semtel); a Aeronáutica, responsável pela aquisição do equipamento junto ao fabricante; o Ministério dos Esportes, que definiu as cidades que receberiam os equipamentos após as Olimpíadas; e a Myrtha Pools, empresa italiana que fabricou a piscina e será responsável pela montagem na capital baiana.

A piscina olímpica foi utilizada no Estádio Aquático de Esportes Olímpicos, onde foram realizadas as disputas de medalhas da natação na Rio 2016. O equipamento, quando for instalado, contribuirá significativamente para o fomento da natação e outros esportes aquáticos em Salvador. Foi nela que nomes como os americanos Michael Phelps e Katie Ledecky e a húngara Kantinka Hosszú brilharam na última Olimpíada.

O centro aquático vai beneficiar 2,5 mil crianças e adolescentes por ano, graças a uma parceria firmada entre a Prefeitura e a Federação Baiana de Desportos Aquáticos. Os alunos serão observados e aqueles que tiverem bom desempenho poderão passar por treinamento especializado de alto rendimento para representar a cidade em torneios. Outras faixas etárias serão também atendidas, sobretudo da terceira idade, em aulas complementares, como hidroginástica.

Fonte: Secom/PMS


CONTEÚDO ALTERNATIVO CASO O VISITANTE NÃO TENHA O PLUGIN DE FLASH EM SEU COMPUTADOR (ESTE CONTEÚDO PODE APARECER TAMBÉM ENVOLVIDO POR UMA "DIV")


About Rafael Santana

Rafael Bonfim Santana é jornalista com experiência em diversos sites e jornais da Bahia

Check Also

Limpurb tem custo de R$ 62 mil para reparar danos em contêineres subterrâneos

Entre abril e junho deste ano, a Empresa de Limpeza Urbana de Salvador (Limpurb) já ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.