Principal / Destaques / PIB brasileiro cresce 1% no terceiro trimestre, diz FGV

PIB brasileiro cresce 1% no terceiro trimestre, diz FGV

No terceiro trimestre deste ano, a economia brasileira registrou crescimento de 1% em relação ao trimestre anterior. A informação é do monitor do Produto Interno Bruto (PIB) da Fundação Getulio Vargas, divulgado nesta quinta-feira (22). Em setembro, na comparação com o mês de agosto, o aumento foi de 0,4%. Entre os setores que contribuíram com o resultado do terceiro semestre estão os de serviços (0,7%), indústria (0,7%) e agropecuária (2,4%). Na indústria, a maior alta foi registrada na construção (1,5%). Também houve crescimento na indústria da transformação (0,7%). Dentro de serviços, as maiores altas foram observadas nos segmentos de transportes (2,5%) e comércio (1,3%).

Na comparação com o mesmo período do ano anterior, o PIB também apresentou crescimento: 1,7%. “Nesta comparação, todos os componentes do PIB, tanto pela ótica da oferta quanto pela ótica da demanda, apresentaram resultados positivos, à exceção da construção”, afirma Claudio Considera, coordenador do levantamento.

O Monitor do PIB-FGV estima todos os meses a soma de todos os bens e serviços produzidos no país em volume e em valor. O objetivo, de acordo com a Fundação, é “prover a sociedade de um indicador mensal do PIB, tendo como base a mesma metodologia das Contas Nacionais do IBGE”.

Sobre Mathias Jaimes

Mathias Ariel Jaimes ( DRT 5674 Ba ) , é CEO do site #TVServidor e sócio-proprietário da agência de comunicação interativa #TVS1 . Formado em publicidade na Argentina. Estudou artes plásticas na Universidade Federal da Bahia. MBA em marketing e comunicação estratégica na Uninassau. Aluno do professor Olavo de Carvalho, Curso Online de Filosofia, desde 2015.

Leia também!

Prazo final do PPI 2020 termina nesta sexta-feira (27)

Os contribuintes que ainda não aderiram ao novo Programa de Parcelamento Incentivado (PPI) em Salvador ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *