Principal / Destaques / Plataforma Farol Covid se consolida como ferramenta de consulta e apoio para gestores públicos na pandemia do Vírus chinês

Plataforma Farol Covid se consolida como ferramenta de consulta e apoio para gestores públicos na pandemia do Vírus chinês

A plataforma online Farol Covid completou o primeiro mês no ar cumprindo seu papel como ferramenta de apoio aos gestores públicos para o planejamento de suas ações na pandemia e a tomada de decisões com base em dados de sua cidade. Com a divulgação, chegou a registrar um crescimento de uma semana para outra de 480%, com picos de até 2000%. Nesse primeiro mês, foram cerca de 38.500 pessoas buscando informações no Farol Covid e mais de 600 contatos realizados pelo site para tirar dúvidas, grande parte vindos de gestores públicos, como secretários, assessores e coordenadores. Os municípios que mais acessaram o site foram São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), São Luís (MA), Brasília (DF), Curitiba (PR), Belém (PA) e Fortaleza (CE).

Bons exemplos na gestão pública – Algumas administrações públicas adotaram o Farol Covid no seu cotidiano, como é o caso do governo do Maranhão. Os comunicados da evolução da crise do estado, por exemplo, contaram com informações provenientes do Farol Covid, o qual apresentou um aumento de 43% de acessos na capital São Luís comparando os dados da semana de 19 a 25 de junho com o período anterior. Outra capital que gerou movimentação foi Fortaleza (CE), com crescimento de 71% no mesmo período. A prefeitura de Vitória da Conquista (BA) também usou a plataforma coronacidades.org e o Farol Covid como apoio na gestão da crise do novo coronavírus na cidade. A plataforma coronacidades.org, por exemplo, forneceu orientações por meio de um “Checklist de preparação para a Covid-19”, documento com tópicos e ações prioritários que contribuem na tomada de decisões, e que aborda quatro eixos: Governança de crise, Comunicação e distanciamento, Vigilância e Assistência.

“Hoje buscamos na plataforma as informações para montarmos nossos protocolos e estatísticas para a gestão da crise, principalmente em relação aos dados de ritmo de contaminação e de subnotificação”, explica Kairan Rocha, Secretário de Administração e Coordenador do Comitê Gestor de Crise de Vitória da Conquista (BA). “Um dos principais diferenciais do Farol Covid é a média semanal de isolamento social, dado que não está disponível em outras fontes do estado”, completa Kairan.

Além da gestão pública, os dados do Farol Covid também foram amplamente acionados por profissionais de mídia, pesquisadores e representantes do Terceiro Setor. “Estamos em contato com pesquisadores de instituições em todo o país, tanto dos que querem utilizar os dados do Farol, quanto dos que possuem análises valiosas para o gestor público e querem integrá-las ao Farol para apoiar ainda mais a tomada de decisão dos governos”, informa João Abreu, cofundador da Impulso.

“As informações do Farol Covid têm ajudado a administração pública, principalmente de pequenas e médias cidades, a avaliar cenários diante de tantas incertezas na pandemia. Estamos empenhados em oferecer o máximo de recursos de análise de informações para facilitar o planejamento de ações e reduzir os efeitos dessa crise”, diz Marcelo Cabral, Gerente do Programa Cidades e Territórios, do Instituto Arapyaú.

O que é o Farol Covid – A plataforma Farol Covid, que pode ser acessada no link https://farolcovid.coronacidades.org/, foi desenvolvida pela Impulso em parceria com o Instituto Arapyaú e a InLoco, com o objetivo de oferecer gratuitamente informações e dados a respeito do novo coronavírus em cada cidade.

Os indicadores são apresentados de forma bastante simples e direta: Ritmo de contágio; Taxa de subnotificação de pessoas contaminadas com o novo coronavírus; Capacidade hospitalar; e Taxa de isolamento social. O Farol Covid ainda classifica cada estado e município em níveis de risco de colapso do sistema de saúde, a partir de uma avaliação dos primeiros três indicadores. Essa classificação é atualizada diariamente. Os dados estão disponíveis para qualquer pessoa interessada, gratuitamente. Após ser alertado sobre o risco de colapso no município, a plataforma direciona o usuário para outra ferramenta, o SimulaCovid, na qual pode estimar o impacto de três diferentes ritmos de contágios: Estável, onde o ritmo de contágio permanece constante; Pessimista, onde o número de contágio dobra; Otimista, onde cai pela metade.

Sobre a Impulso – Organização sem fins lucrativos que apoia governos na construção de capacidade analítica, aprimorando o processo de coleta e análise de dados para auxiliar gestores públicos na tomada de decisão. Foi fundada em junho de 2019 por João Moraes Abreu e Isabel Opice, imediatamente após ambos terminarem seus mestrados em Administração Pública na Universidade de Harvard e retornarem ao Brasil.

Sobre o Instituto Arapyaú – Foi criado em 2008, é uma instituição privada, sem fins lucrativos, e dedicada a fortalecer redes, organizações e projetos que atuam na linha de frente da promoção da sustentabilidade. Oferece apoio estratégico, financeiro e de articulação a iniciativas alinhadas aos seus princípios e programas prioritários, que são: Cidades e Territórios, Desenvolvimento Territorial do Sul da Bahia e Mudanças Climáticas

Sobre Mathias Jaimes

Mathias Ariel Jaimes ( DRT 5674 Ba ) , é CEO do site #TVServidor e sócio-proprietário da agência de comunicação interativa #TVS1 . Formado em publicidade na Argentina. Estudou artes plásticas na Universidade Federal da Bahia. MBA em marketing e comunicação estratégica na Uninassau. Aluno do professor Olavo de Carvalho, Curso Online de Filosofia, desde 2015.

Leia também!

Confiança do empresário industrial cresce pelo quinto mês consecutivo

Depois de chegar ao pior patamar da série histórica, em abril de 2020, o Índice ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *