Home / Destaques / Prefeitura e Hospital Sagrada Família firmam convênio para partos de risco via SUS

Prefeitura e Hospital Sagrada Família firmam convênio para partos de risco via SUS

Com o objetivo de ampliar a rede assistencial de saúde em Salvador, a Prefeitura firmou, nesta segunda-feira (23), convênio com o Hospital Sagrada Família para a realização de partos de alto risco pelo SUS. A solenidade ocorreu no Palácio Thomé de Souza, no Centro, e contou com a presença do prefeito ACM Neto e do secretário municipal da Saúde, Leo Prates, além do corpo diretivo do Sagrada Família, vereadores e imprensa.

O hospital, instituição filantrópica e sem fins lucrativos localizada em Monte Serrat, na Cidade Baixa, é uma das referências no serviço de urgência e emergência obstétrica 24 horas. Com o convênio firmado com o Executivo municipal, a unidade de saúde poderá realizar mensalmente 7.635 procedimentos ambulatoriais e hospitalares, incluindo 200 partos por mês, sendo 30 destes de alto de risco.

A prioridade é atender às regiões da Cidade Baixa, Subúrbio e São Caetano. O repasse será de R$ 17,2 milhões por ano, sendo R$ 9,8 milhões provenientes de recursos exclusivamente municipais e o restante do governo federal.

“A Prefeitura tem feito esforço nos últimos anos para crescer toda nossa rede assistencial, seja tudo aquilo que temos sob administração direta ou reforçando os convênios e contratos com organizações sociais, a exemplo do Hospital Sagrada Família, que desempenha um papel essencial na vida das pessoas que mais precisam em nossa cidade”, disse ACM Neto.

O prefeito fez um comparativo do quanto a atenção básica de Salvador evoluiu nos últimos anos, ressaltando investimentos para a contração de mais de 5 mil profissionais de saúde e abertura de concursos públicos. Ele ainda lembrou que, em 2013, menos de 18% da população estava assistida.

“Conseguimos nos tornar em pouco mais de seis anos a capital que mais avançou em atenção básica. Se Deus quiser, chegaremos até o fim do próximo ano com aproximadamente 60% da população alcançada pelos serviços básicos de saúde. Para 2019 e 2020, teremos cerca de 20 unidades de saúde para inaugurar. Quando a gente olha para a rede de urgência e de emergência, saímos de uma UPA para oito. Estamos construindo a 9ª UPA, na Cidade Baixa, e construiremos mais uma na região de Cajazeiras e Boca da Mata, para dar apoio à demanda do Hospital Municipal”, acrescentou.

Transparência – O secretário municipal da Saúde, Leo Prates, destacou que Prefeitura tem feito um esforço para reformulação da transparência da gestão municipal. Para tanto, foi criada uma tabela de incentivos que discrimina valores pagos a organizações sociais e instituições filantrópicas que fecham parcerias com o município. “Salvador é a primeira capital do Nordeste a ter uma tabela de incentivos. Hoje, os hospitais que quiserem contratualizar podem ver o preço da tabela de incentivos federal e municipal, o que dá transparência aos órgãos de fiscalização e ao Ministério Público”, disse Prates.

A diretora presidente do Hospital Sagrada Família , Irmã Cacilda Luzia de Santana, ressaltou que a instituição possui quase 76 anos de existência, desde sempre atuando como um hospital maternidade. “Para nós, a maternidade é algo prioritário e estamos felizes e agradecidos pelo convênio. Esperamos que haja melhoria e ampliação no atendimento”.


CONTEÚDO ALTERNATIVO CASO O VISITANTE NÃO TENHA O PLUGIN DE FLASH EM SEU COMPUTADOR (ESTE CONTEÚDO PODE APARECER TAMBÉM ENVOLVIDO POR UMA "DIV")


About Mathias Jaimes

Mathias Ariel Jaimes é CEO da TV Servidor / Axé Notícias. Formado em publicidade. Estou artes plásticas na Universidade Federal da Bahia. MBA em marketing e publicidade estratégica na Uninassau

Check Also

TV. Greve de policiais miliares. Alex Lima: “o movimento está extremamente enfraquecido”

Em entrevista, o deputado federal e vice-presidente da Assembleia Legislativa comentou detalhes da greve de ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.