Home / Cultura / Prefeitura inicia requalificação das muralhas da cidade nesta quinta (12)

Prefeitura inicia requalificação das muralhas da cidade nesta quinta (12)

Dentro da série de iniciativas para revitalização do Centro Centro Histórico de Salvador, com investimentos totais de R$300 milhões, a Prefeitura inicia nesta quinta (12) as obras de requalificação da muralha do frontispício, um dos símbolos da fundação da primeira capital do Brasil. A ordem de serviço para o começo das intervenções será assinada pelo prefeito ACM Neto às 9h30, na parte alta da Ladeira da Montanha. Também participa do ato o vice-prefeito e secretário de Infraestrutura e Obras Públicas, Bruno Reis.

Orçada em R$4,5 milhões e com duração de 12 meses, as intervenções fazem parte de um projeto doado ao Executivo municipal pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). As ações de recuperação e requalificação da muralha consistirão em obras estruturais, cênicas e paisagísticas no trecho que se estende da Praça Castro Alves à Ladeira da Misericórdia.

O projeto contempla a consolidação e estabilização estrutural das muralhas existentes; recuperação urbanística das ladeiras próximas ao local; implantação de nova iluminação, reduzindo a sensação de insegurança da área; além da restauração paisagística do frontispício, voltada para a valorização dos monumentos do entorno; e a inserção de sistema de iluminação cênica para a valorização de toda a estrutura.

A muralha do frontispício pode ser vista em diversos pontos do Centro Histórico, tanto na Cidade Alta quanto na Cidade Baixa. Segundo o Iphan, os primeiros paredões foram construídos em abril de 1549, em taipa de pilão, para defender Salvador e proporcionar a segurança de seus novos habitantes.

Outras intervenções – Já estão em andamento as obras de requalificação dos arcos da Ladeira da Montanha. As ações têm como diretriz principal a recuperação de todo o conjunto arquitetônico que é composto por 17 arcos, destacando seus valores artísticos e suprimindo elementos e volumes que atualmente descaracterizam a edificação.

As melhorias preveem obras no entorno do conjunto e dentro dos arcos nos quais funcionam serralherias e marmorarias. O investimento municipal é de aproximadamente R$ 3,5 milhões, e o prazo para conclusão de serviço é até junho de 2020.

Próximo dali, o Elevador do Taboão, que estava desativado há 54 anos, voltará a funcionar ligando as cidades Alta e Baixa, isto é, o Pelourinho e o Comércio. As obras no local também já começaram e estão previstas para serem finalizadas em meados do próximo ano.

As intervenções no elevador envolvem a restauração integral do ascensor, além de obras de modernização das instalações, buscando adequar a edificação às normas técnicas vigentes, inclusive de acessibilidade universal. O equipamento também contará com áreas de convivência com mesas, sanitários e café. O investimento é de R$3,7 milhões.

Os projetos de recuperação dos arcos da Ladeira da Montanha e do Elevador Taboão também foram cedidos pelo Iphan à Prefeitura.


CONTEÚDO ALTERNATIVO CASO O VISITANTE NÃO TENHA O PLUGIN DE FLASH EM SEU COMPUTADOR (ESTE CONTEÚDO PODE APARECER TAMBÉM ENVOLVIDO POR UMA "DIV")


About Mathias Jaimes

Mathias Ariel Jaimes é CEO da TV Servidor / Axé Notícias. Formado em publicidade. Estou artes plásticas na Universidade Federal da Bahia. MBA em marketing e publicidade estratégica na Uninassau

Check Also

Galeria de Fotos. Governo ACM Neto assina convênio com o Hospital Sagrada Família para realização de partos de alto risco pelo SUS

O Hospital Sagrada Família contempla serviço de urgência e emergência obstétrica 24 horas. Com o ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

google.com, pub-6410565665465772, DIRECT, f08c47fec0942fa0