Principal / Destaques / Rio 2016: Baianos podem conquistar sua primeira medalha no boxe nesta sexta

Rio 2016: Baianos podem conquistar sua primeira medalha no boxe nesta sexta

Joedison

A Bahia está bem representada no boxe e promete um grande conquista na Olimpíada Rio 2016. Os pugilistas baianos Robson Conceição e Robenilson de Jesus, ambos da categoria Pesos Ligeiro (até 60 kg) e Galo (até 56 kg), e Joedison Teixeira estão em destaque ao vencerem cada um suas lutas e avançar às oitavas de final.

A esperança de conquistar a primeira medalha para o Brasil e para a Bahia será nesta sexta (12) quando Robson luta contra Hurshid Tojibaev, do Uzbequistão, pelas quartas de final. Se conseguir o triunfo, o baiano leva para casa o bronze.

No melhor momento da sua carreira após conquistar a medalha de bronze no Mundial de 2015, Robson, aos 27 anos, é considerado favorito no confronto desta sexta. Já conhecidos, os dois se enfrentaram no evento –teste  para a Olimpíada do Rio de Janeiro, em dezembro passado quando o baiano venceu o combate contra Tojibaev.

Outra que está também na disputa pelo ouro é a baiana Adriana Araújo, de 34 anos. Ela sobe no ringue para encarar Mira Potkonen, da Finlândia, pelas oitavas de final do Peso Ligeiro. Se passar pela finlandense, Adriana vai está a um passo de conquistar medalha e, após ficar longe da seleção brasileira, voltou com tudo ao recuperar o seu rendimento.

Joedison Teixeira, de 22 anos, é outro pugilista baiano que se destaca pela mão forte. O boxeador já estreou nesta quinta-feira (11) na Olimpíada com vitória sobre o argelino Abdelkader Chadi, considerado favorito na conquista do ouro. Mas Joedison foi superior e levou a melhor durante a luta ao vencer o adversário e seguir para as oitavas de final da competição.

(Redação/Foto: Divulgação CBBoxe)

Sobre Rafael Santana

Rafael Bonfim Santana é jornalista com experiência em diversos sites e jornais da Bahia com foco em pautas políticas regionais

Leia também!

Professores da rede municipal recebem 5º Prêmio CEAP

Buscando motivar os profissionais de educação, o Centro de Estudos e Assessoria Pedagógica (CEAP) promoveu, ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *