Home / Política / Rodrigo Maia ameniza sobre rebaixamento do Brasil: “O que pesou foram duas denúncias que atrasaram a votação da reforma da Previdência”

Rodrigo Maia ameniza sobre rebaixamento do Brasil: “O que pesou foram duas denúncias que atrasaram a votação da reforma da Previdência”

Imagem: Reprodução/G1/Globo

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), tentou retirar do Congresso Nacional o peso pelo rebaixamento do rating do Brasil, por parte da agência de classificação de risco S&P Global, nesta quinta-feira (11). A perspectiva da nota foi modificada de negativa para estável, passando de BB para BB-.

Maia atribuiu a mudança no rating às denúncias apresentadas pela Procuradoria-Geral da União (PGR) contra o presidente Michel Temer ao longo do ano. “O que pesou foram duas denúncias que atrasaram a votação da [reforma da] Previdência. De fato, o governo ficou fraco após as denúncias”, afirma ao Broadcast, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado, antes de ressaltar o papel da Câmara dos Deputados, presidida por ele. “A Câmara votou dezenas de projetos que ajudaram o Brasil a sair da recessão”, complementa.

Maia evitou culpar a equipe econômica pelo resultado e procurou mostrar otimismo em relação às votações neste ano. “Agora não é hora de encontrar culpados e sim construir o caminho para votar as reformas”, afirma. O rebaixamento pela S&P era esperado nas últimas semanas, à medida que falharam as negociações no Congresso para aprovação da reforma da Previdência no final do ano passado.

Apesar de fugir do confronto, o presidente da Câmara criticou diretamente as declarações do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, que responsabilizou o Congresso pela situação, segundo o blog do jornalista João Borges. “Resposta de um candidato, uma pena”, disse Maia ao lembrar que o ministro cogita se lançar à Presidência da República pelo PSD.

“Deputados e senadores votaram dezenas de projetos fundamentais entre eles reforma trabalhista, terceirização e recuperação fiscal. Com os projetos aprovados pelo Congresso, a economia saiu da recessão, a taxa de juros chegou a 7% e a inflação ficou abaixo da meta. Continuamos nossos esforços a favor das reformas e do Brasil”, argumenta Maia.

Fonte: Estadão Conteúdo


CONTEÚDO ALTERNATIVO CASO O VISITANTE NÃO TENHA O PLUGIN DE FLASH EM SEU COMPUTADOR (ESTE CONTEÚDO PODE APARECER TAMBÉM ENVOLVIDO POR UMA "DIV")


About Rafael Santana

Rafael Bonfim Santana é jornalista com experiência em diversos sites e jornais da Bahia

Check Also

Zé Ronaldo procura nomes para vice e Senado na majoritária; chapa será definida após consenso entre os partidos aliados

Com a negativa decisiva do vice-prefeito Bruno Reis (DEM) de concorrer à vice na chapa ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.