Principal / Destaques / Rogéria Santos apresenta balanço dos serviços à população no carnaval 2017

Rogéria Santos apresenta balanço dos serviços à população no carnaval 2017

Crédito: Assessoria da vereadora

O Carnaval de Salvador é uma festa popular organizada todos os anos na capital soteropolitana. A vereadora Rogéria Santos (PRB), visitou os circuitos da folia, afim de vistoriar os serviços prestados à população.

Entre as demandas pautadas pela legisladora, estiveram em foco a fiscalização do trabalho e exploração sexual infantil, a violência contra mulher, tráfico de pessoas e condições de trabalho de cordeiros e ambulantes nos circuitos, além dos atendimentos médicos e outros serviços.

“Infelizmente existe uma falta de sensibilidade em grande maioria da população, falta a humanidade e o cuidado com o ser humano, isso está presente em todas as esferas. Sou uma vereadora sensível, não gosto do carnaval, porém estou trabalhando, andando nas ruas em prol da população”, explica a legisladora.

Imprevistos sempre podem acontecer em diversos locais e ocasiões. Foi o que ocorreu na passagem de um trio no Circuito Osmar (Campo Grande) no último domingo (26). O trio se envolveu em um acidente com o cordeiro Luiz Roberto, 59, que sofreu uma grave fratura na perna.

Diante da ocasião, a legisladora verificou a situação de trabalho de diversos cordeiros dos trios elétricos, vislumbrando as condições físicas de cada trabalhador, que nem sempre é favorável ao serviço, além da falta de padronização nos processos.

“Não há uma padronização no tratamento com os cordeiros. Tenho dois cursos de vigilante e extensão para carro forte. Ainda assim não fui aceita para trabalhar em alguns blocos”, argumenta a cordeira Elísia.

Houveram outros fatos decorrentes dos dias da folia. Segundo dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP), foram registrados 2.900 pessoas conduzidas para averiguação, resultando na prisão de 69 pessoas. A Ronda Maria da Penha atendeu 1.753 pessoas nos circuitos do Carnaval, gerando a prisão de 3 pessoas. Mais de 50% das vítimas tinham entre 18 e 30 anos. O maior número de ocorrências (54% do total) foram provenientes dos cinco primeiros postos integrados instalados no circuito Barra-Ondina. A Secretaria de Saúde da Bahia (SESAB), também divulgou seus dados. Foram realizados 123 atendimentos relacionados aos festejos, ressaltando que este número é 13,38% menor que no período do ano de 2016.

Em contrapeso à esta realidade, a legisladora buscou conhecer as formas que o estado e o município atuaram para combater as estatísticas negativas. Em visita ao Comitê de Proteção Integral, a vereadora Rogéria Santos pode conhecer a atuação de diversos órgãos em prol do combate à exploração infantil, bem como o tráfico de pessoas e também órgãos de defesa aos direitos de pessoas com deficiência.

“Este é o segundo ano de atuação da PLAN no carnaval de Salvador. Estamos com uma campanha chamada “Quanto custa?” voltada para a violência sexual contra as meninas. Aqui em Salvador e região metropolitana, temos projetos específicos, dentre eles está o Ponte para o Futuro, focado na empregabilidade para os jovens, visando assegurar o trabalho no setor formal ou por meio de pequenos negócios”, explica Bruno Moreno, membro da Plan Internacional Brasil, organização humanitária internacional pelos direitos da criança e do adolescente.

Ainda em visita ao Comitê de Proteção Integral, Maria Carmen de Albuquerque Novaes, defensora pública, ressaltou a importância do trabalho humanizado realizado pela vereadora.

“Estou de plantão desde a quinta-feira, atuando em prol dos direitos dos cidadãos. O nosso Comitê nunca havia recebido a visita de um vereador, Rogéria Santos se interessou em conhecer o nosso local de trabalho, isso é muito bom, ela teve essa sensibilidade e olhar humanizado”, afirma a defensora pública Maria Carmen de Albuquerque Novaes.

Desta forma, a legisladora encerrou o seu primeiro ciclo de visitas aos circuitos do carnaval, visando a gestão e o cuidado com a população soteropolitana. Para a vereadora Rogéria Santos, o seu mandato é pelo povo e para o povo, tendo como objetivo traçar uma Salvador acolhedora não apenas para o público externo, mas principalmente para os seus munícipes.

 

Sobre Rafael Santana

Rafael Bonfim Santana é jornalista com experiência em diversos sites e jornais da Bahia com foco em pautas políticas regionais

Leia também!

Bolsonaro responde a acusações de improbidade: “imprensa suja que dissemina mentiras”

No seu canal em Telegram, o presidente Jair Messias Bolsonaro respondeu àqueles “profissionais em comunicação” ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *