Principal / Cultura / Saberes de Makota Valdina são destacados em sessão na Câmara

Saberes de Makota Valdina são destacados em sessão na Câmara

SECOM Câmara Municipal de Salvador

Makota Valdina morreu em 19 de março deste ano, aos 75 anos. Os saberes deixados pela educadora, líder religiosa de matriz africana e militante da causa negra, notadamente o combate ao racismo, foram destacados em sessão especial realizada pela Câmara Municipal de Salvador, na noite desta segunda-feira (20), no Plenário Cosme de Farias. A homenagem póstuma foi proposta pelo vereador Marcos Mendes (PSOL).

Em seu pronunciamento, Marcos Mendes lembrou da moção de pesar que fez em homenagem a Makota Valdina e ressaltou os mandatos dos colegas vereadores que lutam na Câmara pela igualdade racial. “Conheci Makota há mais de 20 anos. Foi amor à primeira vista”, afirmou.

Ainda em sua fala, destacou as lutas travadas ao lado de Makota, exemplificando a que defendeu a preservação de árvores sagradas para o candomblé e que estão no trecho onde está sendo implantado o BRT. “Makota Valdina, presente!”, entoou Marcos Mendes ao encerrar o seu pronunciamento.

De acordo com Lindinalva Barbosa, Omorixá Oya e Agbeni Xangô do Terreiro do Cobre, “Makota foi e é uma mulher que tem a marca da diáspora e que amalgamou várias competências”. Ela destacou a força da voz da religiosa, muito à frente de seu tempo, sobretudo no combate à intolerância religiosa. Também falou da Frente Nacional Makota Valdina, que já atua no combate ao racismo.

Celebração / “Hoje estamos aqui de pé celebrando a contando a nossa história. Makota é a nossa ancestral e a ela devemos agradecer por todas as suas contribuições”, afirmou Kota Gandaleci, da Frente Makota Valdina, do Coletivo Luiza Bairros e do Programa de Direitos e Relações Raciais da Ufba. Ainda em sua fala, apontou para a existência do racismo institucional.

“O meu encontro com Valdina foi um divisor de águas, abrindo o caminho para a compreensão da religiosidade e do mundo”, afirmou Tata Landemunkosi (Landê Onawalê). Já Tata Kumbakeji (Júnior Pakapym) atentou para a responsabilidade de falar do local (a Câmara) onde Makota foi protagonista. Emocionado, já que “a saudade é grande”, pediu para lerem “os nossos livros vivos”.

“Makota era a síntese de tudo”, frisou Ailton Ferreira, ex-secretário municipal da Reparação. Ele pediu uma escola municipal com o nome da homenageada. O pleito, no entanto, lembrou Marcos Mendes, já foi apresentado pelo vereador Sílvio Humberto (PSB).

A socióloga Vilma Reis, ouvidora-geral da Defensoria Pública do Estado da Bahia, destacou que Makota Valdina será sempre bem lembrada: “Ela é escola e formou gerações e gerações, falando do seu jeito da nossa grandeza”.

A vereadora Marta Rodrigues (PT) lembrou de uma fala de Makota afirmando que todo dia é Dia da Consciência Negra. O vereador Sílvio Humberto filosofou sobre a sua morte, vendo a passagem como “uma necessidade de estar presente em outra dimensão, precisando sair da matéria para ultrapassar o tempo e o espaço, estando presente em todos os lugares”.

Já Negwa Vulasese (Angélica Pinto) falou dos ensinamentos de Makota, sua madrinha.

Washington Dias, assessor do vereador Marcos Mendes, traçou o perfil biográfico de Makota Valdina, destacando o nascimento da religiosa no bairro do Engenho Velho da Federação e a sua atuação na luta pela igualdade social e o combate à intolerância religiosa.

Antes da sessão especial, na porta principal do Paço Municipal, ocorreu um padê, ato para Nzila e Exu, abrindo os caminhos. Ainda na atividade legislativa, após a formação da mesa de trabalho, o cantor Aloísio Menezes interpretou o Hino da Independência da Bahia. Também foi exibido um vídeo com depoimentos da homenageada e o cântico da canção “O que se cala”, por Matildes Charles.

Sobre Mathias Jaimes

Mathias Ariel Jaimes é CEO da TV Servidor / Axé Notícias. Formado em publicidade. Estou artes plásticas na Universidade Federal da Bahia. MBA em marketing e publicidade estratégica na Uninassau

Leia também!

Blitz Educativa na CLN: segurança viária e distribuição de antenas corta pipa

Integrando o conjunto de ações que celebram o Dia Nacional do Motociclista (27/07), a Concessionária ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *