Notícias Política Salvador Bahia Nordeste Brasil

Salvador adota logística reversa para gerenciamento de resíduos sólidos

Com o objetivo de promover o desenvolvimento econômico e social, por meio de ações e procedimentos para viabilizar a coleta e restituição de resíduos sólidos, a chamada logística reversa é uma realidade em Salvador. Segundo o portal “Soluções em Logística Reversa e Reciclagem”, de janeiro a setembro de 2021, a cidade de Salvador já arrecadou mais de 1,5 milhão de toneladas de resíduos por meio dessa prática.



A logística reversa segue a Lei nº 12.305/2010, que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). Com isso, fabricantes, distribuidores, revendedores e comerciantes têm relevante participação na implantação da responsabilidade compartilhada, pelo ciclo de vida dos produtos, o que ajuda a preservar o meio ambiente.

A ação funciona da seguinte maneira: o consumidor devolve o produto ou embalagem ao comerciante, distribuidor, ou um ponto de entrega voluntária. O comerciante, por sua vez, envia o produto ao fabricante, que encaminha o produto ou embalagem para reuso, reciclagem, ou descarte adequado. O que for resíduo passível de logística reversa retorna para o comerciante, já o que não for, é descartado de forma adequada.

Alguns exemplos de materiais utilizados para o funcionamento da logística reversa são agrotóxicos, seus resíduos e embalagens; bateria de chumbo ácido; eletrodomésticos; embalagens em geral; lâmpadas fluorescentes, de vapor de sódio, mercúrio e mista; pilhas, baterias e pneus. Materiais esses que, descartados no lixo comum, trazem sérios prejuízos ao meio ambiente.

A engenheira ambiental e sanitarista da Limpurb, Rosemary Mascarenhas, orienta aos cidadãos sobre como fazer o descarte correto dos resíduos, sem prejudicar o meio ambiente.

“No site da Limpurb, a população pode encontrar alguns dos pontos de entregas disponíveis na cidade para cada categoria de resíduo e realizar o descarte adequado. Assim, todos estarão preservando a natureza e cumprindo o seu papel social em ter uma atitude sustentável e ecologicamente correta”, explica.

O presidente da Limpurb, Omar Gordilho, ressaltou a importância que a população tem em fazer o descarte correto de materiais, que fazem parte da logística reversa.

“Estamos utilizando as redes sociais da Limpurb para compartilhar informações sobre o quanto é importante cada um cumprir com o seu papel, contribuindo desta forma para um mundo mais sustentável”.

 

 

 



Sair da versão mobile