Principal / Cultura / Salvador terá suas muralhas requalificadas pela primeira vez na história

Salvador terá suas muralhas requalificadas pela primeira vez na história

SECOM Prefeitura de Salvador

Elas se estendem da Praça Castro Alves até a Ladeira da Misericórdia e são testemunhas do quanto Salvador evoluiu desde a fundação da cidade, em 1549. Um das principais estruturas históricas da primeira capital do Brasil, as muralhas do frontispício passarão por obras de recuperação e revitalização, jamais antes feitas pelo poder público. O início das obras foi autorizado pelo prefeito ACM Neto nesta quinta-feira (12), em evento na parte de cima da Ladeira da Montanha. Também participaram da solenidade o vice-prefeito secretário de Infraestrutura e Obras Públicas, Bruno Reis, e o superintendente do Iphan na Bahia, Bruno Tavares.

Com investimento de R$4.5 milhões e com duração de 12 meses, as intervenções nas muralhas o Centro Histórico envolvem obras estruturais, cênicas e paisagísticas no trecho de 1,1 mil metros de extensão. ACM Neto lembrou que o projeto foi cedido pelo Iphan à Prefeitura e que todo o serviço será executado com recursos inteiramente municipais. “Estamos fazendo um investimento que deixará um legado de transformação urbanística ao Centro Histórico. A obra vai ter um impacto visual extraordinário para Salvador. As muralhas serão renovadas em sua infraestrutura e se complementarão com um aspecto visual único que já existe entre as cidades Alta e Baixa, que faz com que a nossa capital seja uma das cidades mais bonitas do mundo”, afirmou.

Sobre Mathias Jaimes

Mathias Ariel Jaimes ( DRT 5674 Ba ) , é CEO do site #TVServidor e sócio-proprietário da agência de comunicação interativa #TVS1 . Formado em publicidade na Argentina. Estudou artes plásticas na Universidade Federal da Bahia. MBA em marketing e comunicação estratégica na Uninassau. Aluno do professor Olavo de Carvalho, Curso Online de Filosofia, desde 2015.

Leia também!

Confiança do empresário industrial cresce pelo quinto mês consecutivo

Depois de chegar ao pior patamar da série histórica, em abril de 2020, o Índice ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *