Principal / Destaques / SAMU recebe cerca de 20 mil trotes durante a “pandemia” do Vírus Chinês

SAMU recebe cerca de 20 mil trotes durante a “pandemia” do Vírus Chinês

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) de Salvador recebeu, desde março, quando teve início a pandemia, cerca de 20 mil trotes telefônicos, de um total de aproximadamente 200 mil chamadas. O número de ligações criminosas (o trote é enquadrado com tal no artigo 266 do Código Penal, com pena de detenção de um a três anos) foi inferior ao total do mesmo período de 2019, quando ocorreram cerca de 40 mil ligações indevidas, mas o problema ainda preocupa as autoridades de saúde do município. Isso porque a ligação com falso pretexto pode acarretar graves consequências, retardando o atendimento de cidadãos que estão necessitando do serviço de urgência, ampliando as chances de óbitos e de sequelas decorrentes da falta de socorro precoce. Além disso, a atitude nociva de quem passa o trote gera desperdício do dinheiro público, já que há custos no deslocamento de ambulâncias.

Categorias – De acordo com o médico e coordenador de Urgência e Emergência de Salvador, Ivan Paiva, existem duas categorias de trotes. Uma delas é de crianças que fazem as ligações com o intuito de se divertir e são logo identificadas pelos atendentes. A outra se refere a adultos que simulam estórias que resultam em gasto de tempo de diversos profissionais que deixam de atender quem de fato precisa. Esses adultos, inclusive, estão sujeitos à prisão se forem identificados.

“Esses casos (de adultos mal intencionados) são mais danosos, mais elaborados. A pessoa liga e diz que acabou de presenciar um acidente, uma pessoa passando mal, e vai respondendo às perguntas e criando uma situação que, pelo telefone, o atendente não consegue identificar se é trote ou não. Esse chamado ocupa linha telefônica e é encaminhado para o médico, ocupando também o tempo desse profissional. Encaminhamos a ambulância e, quando chegamos ao local, percebemos que a situação não existia. Não consigo entender porque alguém tenta brincar com a vida alheia”, desabafa Paiva.

As chamadas telefônicas efetuadas por crianças obtêm dos atendentes a mesma atenção que as realizadas por adultos, já que o pequeno pode estar tentando pedir auxílio para algum familiar. Só que, nesse caso, o trote é de fácil identificação. Como as ocorrências desse problema são, em sua maioria, ocasionadas justamente por crianças, o médico faz um alerta aos pais.

“Pedimos aos pais para sempre estarem de olho na lista de ligações do celular dos filhos e, se a criança estiver ligando para os números 192, 193 ou 190, fazer a orientação deles de forma adequada. Muitas vezes, a criança não tem noção e acha que é uma simples brincadeira”.

Sobre Mathias Jaimes

Mathias Ariel Jaimes ( DRT 5674 Ba ) , é CEO do site #TVServidor e sócio-proprietário da agência de comunicação interativa #TVS1 . Formado em publicidade na Argentina. Estudou artes plásticas na Universidade Federal da Bahia. MBA em marketing e comunicação estratégica na Uninassau. Aluno do professor Olavo de Carvalho, Curso Online de Filosofia, desde 2015.

Leia também!

Aleluia pede prorrogação da suspensão da renovação de frota para taxistas, motoristas de aplicativos, vans escolares e transporte de turismo

A quase um mês de concluir seu primeiro mandato como vereador na capital baiana, o ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *