Home / Educação / Serviço de transporte escolar em Salvador ganha regulamentação própria

Serviço de transporte escolar em Salvador ganha regulamentação própria

transporte-escolar-secretario-fabio-mota-prefeito-acm-neto-joao-roma-prefeitura-de-salvador-bahia

A partir desta terça-feira (1º), mais um serviço de transporte em Salvador ganha regulamentação própria – desta vez, foi beneficiado o Serviço de Transporte de Escolares (Setes), que antes era tratado como apêndice do regulamento dos táxis.

O decreto que estabelece o novo regulamento foi assinado pelo prefeito ACM Neto e pelo secretário de Mobilidade, Fábio Mota, no Palácio Thomé de Souza, com as presenças das presidentes do Sindicato dos Transportadores Escolares e Turísticos do Estado da Bahia (Sinest), Simone Rosas, e da Associação de Transporte Escolar de Turismo do Estado da Bahia (Atest), Isabel Lima, demais autoridades e imprensa. O novo regulamento completo estará disponível em breve no site da Semob (http://mobilidade.salvador.ba.gov.br/).

O prefeito ACM Neto lembrou que, em 2013, o transporte em Salvador possuía regulamentação antiga ou inexistente para as modalidades de serviço, e que o desafio da gestão foi justamente atualizar ou criar regras para melhorar tanto a fiscalização quanto os serviços prestados na cidade. “No caso do transporte escolar, a regulamentação é importante pois são nossas crianças e filhos que são transportados e muitos deles dependem desse serviço para ir à escola. A iniciativa vai garantir também a segurança, pois vamos atuar com rigor na fiscalização. No fim das contas, todos ganham com essa ação, sejam os condutores, a Prefeitura, as famílias e a cidade”, salientou.

O secretário Fábio Mota ressaltou que falta apenas finalizar a regulamentação do serviço de mototáxis para fechar um ciclo de regras para o serviço de transporte na cidade. “Já realizamos a atualização do serviço de táxis e de transporte turístico e criamos agora a regulamentação do transporte escolar. Neste último caso, foi um ano de debates com os sindicatos para criarmos os direitos e deveres dos autorizatários, além de abrir perspectivas para a categoria, como a obtenção de financiamentos e ampliação do número de veículos. Os veículos do sistema, assim como os demais, passam por vistoria e precisam cumprir uma série de exigências”, completou.

Para Simone Rosas, do Sintest, a criação da regulamentação foi uma tarefa árdua e que representa 24 anos de luta da categoria. “Só temos a agradecer à Prefeitura pela iniciativa e agora sabemos a quem cobrar a fiscalização efetiva do serviço. Também somos mães e pais e ficávamos aflitos ao vermos crianças sendo transportadas até em porta-malas. As novas regras também vão possibilitar fazer fretamento nas férias, com turistas e grupos. Nossa luta agora é para conseguir isenções, a exemplo dos táxis, a partir de 2018.”


CONTEÚDO ALTERNATIVO CASO O VISITANTE NÃO TENHA O PLUGIN DE FLASH EM SEU COMPUTADOR (ESTE CONTEÚDO PODE APARECER TAMBÉM ENVOLVIDO POR UMA "DIV")


About Mathias Jaimes

Mathias Ariel Jaimes é CEO da TV Servidor / Axé Notícias. Formado em publicidade. Estou artes plásticas na Universidade Federal da Bahia. MBA em marketing e publicidade estratégica na Uninassau

Check Also

Alunos de Medicina da FTC lançam primeiro livro em Congresso Brasileiro de Cardiologia

Nesta sexta-feira (20), alunos de Medicina da Rede FTC lançam o livro “Eletrocardiograma: Simples, fácil ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.