Home / Destaques / SPMJ e Sebrae abrem as portas da Sala da Mulher Empreendedora no Loreta Valadares para capacitação

SPMJ e Sebrae abrem as portas da Sala da Mulher Empreendedora no Loreta Valadares para capacitação

A Prefeitura de Salvador, por intermédio da Secretaria Municipal de Política para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ), juntamente em parceria com o Serviço de Apoio a Micro e Pequena Empresa na Bahia (Sebrae Bahia) e o Serviço Nacional do Comércio no Estado (Senac Bahia), inaugurou na tarde desta quinta-feira (30), a Sala da Mulher Empreendedora, localizada no Centro de Referência Loreta Valadares para capacitar mulheres vítimas de violência acolhidas no Loreta Valadares, quanto para o público externo com ministração de cursos de capacitação e empreendedorismo, além de informações e orientações sobre negócios e o processo de registro e legalização de empreendimentos para o empoderamento das mulheres que desejam reconquistar autonomia, liberdade e independência financeira.

Além da secretária da SPMJ, Taíssa Gama, prestigiaram também o encontro que marcou a inauguração, o deputado federal Benito Gama, o diretor superintendente do Sebrae na Bahia, Jorge Khoury, a superintendente de Educação Profissional do Senac, Ana Rita Andrade, além da equipe do Sebrae e do Senac e demais convidados.

Na Sala da Mulher Empreendedora, que tem o apoio do Sebrae e do Senac, as ações de capacitação serão desenvolvidas com mulheres vítimas de violência e público feminino externo que desejam reconquistar independência financeira com a intenção de estimular a formalização dos novas empreendedoras. A SPMJ, o Sebrae e o Senac vão oferecer cursos de gestão financeira, atendimento ao cliente, vendas, culinária, dentre outros para que as mulheres tenham autonomia e oportunidade de construir uma carreira.

A secretária Taíssa Gama agradeceu a presença de todos e destacou a parceria com o Sebrae nesse projeto e mencionou os benefícios que a Sala da Mulher Empreendedora trará para as mulheres  de Salvador. É um sonho inaugurar essa sala, porque eu quero transformar o Loreta como Centro de Referência para todas as mulheres de Salvador. Quando a mulher pensar em ter um atendimento, que ela pense no Loreta para que a gente possa desenvolver e atende-lá em tudo que ela necessita. É um início para atender mulheres para que elas ingressem no mercado de trabalho, e a reintrodução das mulheres vítimas de violência sem terem vínculo com o agressor para que elas sejam independentes do marido ou do companheiro. Nesta sala, a gente vai ajuda-lá a se reencontrar no mercado de trabalho. Se a mulher foi vítima de agressão, ela não precisa ir à procura de um emprego, ela pode ser uma mulher empreendedora. Que as nossas mulheres assistidas ou as que venham até o nosso Centro de Referência Loreta Valadares se tornem mulheres empreendedoras. Agradeço ao Sebrae, ao Senac e ao deputado Benito Gama e que isso seja o início de uma grande parceria para abrir novas salas para atender melhor as nossas mulheres a cada dia. O atendimento no Loreta já é feito com psicóloga, assistente social e agora conta com o apoio do Sebrae em que a parte financeira vai ser englobada nesse atendimento multidisciplinar. Isso é reconquistar a independência financeira, porque quando a mulher está casada, ela geralmente acha que ela tem independência financeira, mas, na verdade, ela está dependente do marido. Quando ela se ver nessa condição, ela se ver sem nada. Ela vai conquistar sua independência financeira e vai conquistar também a auto estima que foi perdida nessas agressões. A gente quer que o Loreta seja referência no atendimento à mulher de Salvador”, acredita Taíssa.

Na ocasião, o deputado Benito Gama ressaltou a importância da parceria para o processo de implantação de uma cultura empreendedora na Bahia, particularmente,  em Salvador.

“Temos que criar expectativa de gerar emprego e renda. Isso é muito importante porque não podemos abandonar nem o maior e nem o menor. Temos que trabalhar com todos, dando o mesmo significado significado e a mesma atenção. O empreendedorismo é fundamental nesse processo de gerar auto estima das mulheres em buscar obter renda e o Sebrae, Senac e todas essas instituições são fundamentais para criar oportunidades de emprego e renda para as mulheres terem histórias de resultados. Parabenizo a Taissa e a ACM Neto pelo apoio a essa iniciativa, pois Salvador tem um grande potencial empreendedor e acreditamos que com a parceria do Sebrae podemos gerar mais oportunidades para as mulheres. Estamos aptos e dispostos a contribuir com o Sebrae no que for necessário para o desenvolvimento da cidade”, disse Benito.

Na oportunidade, Benito fez menção ao destacar o reconhecimento da profissão de Baiana de Acarajé na Classificação Brasileira de Ocupações (CBO) como estímulo ao empreendedorismo para autônoma, liberdade e independência financeira das mulheres. “Isso possibilita a auto estima das mulheres e gera oportunidade”, acredita Benito.

O diretor superintendente do Sebrae Bahia, Jorge Khoury, falou sobre a importância de inaugurar a Sala da Mulher Empreendedora na cidade.

“Taíssa tem sido uma lutadora pela causa da mulher. É muito comum hoje se falar da questão da necessidade de valorização da mulher. No entanto, eu entendo que o que Taíssa está fazendo como secretária dessa área em Salvador, na verdade, é falar pouco e fazer muito. Isso fez com que o Sebrae, juntamente com a secretaria e o Senac, se motivassem para esta parceria para que, com certeza, com menos custo, fazer muito mais do que, isoladamente, querendo fazer alguma coisa. É muito bom trabalhar em uma instituição em que os nossos colaboradores estejam vivendo cada momento. O momento de ontem não é o mesmo momento de hoje e o momento de amanhã é diferente do momento de hoje. Tudo dentro do seu tempo e do seu momento é que a gente pode fazer a diferença. Esse trabalho com Taissa faz com que a gente fique mais envolvido”, descreve Khoury.

O superintendente do Sebrae Bahia destacou a ampliação dos pontos de atendimento do Sebrae, além do único localizado na Avenida Sete de Setembro, no centro da cidade. “Conseguimos com um trabalho com o prefeito ACM Neto fazer também nas prefeituras-bairro para que o pequeno e médio empresário procure o atendimento do Sebrae nas 10 prefeituras-bairro. Nós já estamos em cinco, mas logo logo vamos aumentar esse número. Agora, o pequeno e médio empresário vai ter pontos de atendimento do Sebrae mais perto dele”, informa.

A superintendente de educação profissional do Senac, Ana Rita Andrade, parabenizou a todos os parceiros envolvidos pela dedicação na implantação do projeto. “Os sonhos que nós sonhamos juntos se tornam, de fato, realidade. Este é o momento dessa realidade. Em pouco tempo, nós conseguimos, conjuntamente com o apoio do Sebrae, articular para que pudéssemos durante o mês de dezembro ofertar uma ação para essas mulheres e fazer com que elas transformem as suas vidas e a vida de suas famílias. Esse é um papel de extrema importância do Senac,  que tem uma oferta de educação profissional com expertise nesse segmento da educação, mas sobretudo, um compromisso social em que nós podemos fazer com que a vida das pessoas se torne melhor. Quando falamos sobre transformação, nós transformamos o externo e o interno também. Este é um momento especial”, resume Ana Rita.

Como parte dessa parceria, durante o encontro houve a assinatura de protocolo de intenções entre a SPMJ, Sebrae e Senac para desenvolver em Salvador ações voltadas para o fomento do empreendedorismo. O compromisso foi firmado entre a secretaria Taissa Gama, o diretor superintendente Jorge Khoury e a superintendente Ana Rita Andrade.

Estrutura da Sala da Mulher Empreendedora / O espaço conta com sala de atendimento para potenciais empreendedoras, simultaneamente, com servidores para atender e orientar os empreendedores, 1 consultor do Sebrae para consultoria e orientação, além de parceria com entidades que poderão também orientar e informar as potenciais empreendedoras. O Sebrae, empresa parceira no evento, vai oferecer cursos e oficinas de capacitação e preparação para a abertura de novos negócios. Com essa iniciativa, muitas mulheres que se submetem aos maus tratos dos maridos, por dependência financeira, terão autonomia e oportunidade de construir uma carreira.

No Loreta, o Sebrae disponibiliza um ponto de atendimento, que será aberto de terça à quinta, para permitir que outras mulheres se cadastrem com as consultoras e participem das atividades oferecidas. A partir da demanda, do mapeamento das habilidades e da análise das potencialidades das cadastradas, o Sebrae visa também abrir novos cursos e oficinas, tanto para as vítimas acolhidas no Loreta Valadares, quanto para o público externo. A secretária da SPMJ informou que o Sebrae vai atender continuamente através de abertura de MEI’s, empreendedorismo etc. Doces Finos estão entre os cursos no segmento de culinária que serão ministrados pelo Senac na cozinha do Loreta. A previsão para primeira turma será dia 13 de dezembro. As inscrições começam a partir do dia 1 de dezembro através de contato por telefone com o Centro de Referência Loreta Valadares.

Mathias Jaimes e Rafael Santana


CONTEÚDO ALTERNATIVO CASO O VISITANTE NÃO TENHA O PLUGIN DE FLASH EM SEU COMPUTADOR (ESTE CONTEÚDO PODE APARECER TAMBÉM ENVOLVIDO POR UMA "DIV")


About Rafael Santana

Rafael Bonfim Santana é jornalista com experiência em diversos sites e jornais da Bahia com foco em pautas políticas regionais

Check Also

Vida política de Geraldinho limita-se à Câmara; pseudo Líder escanteado por Neto e Bruno Reis

Em entrevista à Rádio Metrópole na manhã desta sexta-feira (10), o vice-prefeito de Salvador, Bruno ...