Principal / Destaques / Suíca pede investigação rigorosa sobre caso envolvendo Feliciano

Suíca pede investigação rigorosa sobre caso envolvendo Feliciano

vereador-luiz-carlos-suica-pt-camara-municipal-de-salvador-bahia-eleicoes-2016-2 vereador-luiz-carlos-suica-pt-camara-municipal-de-salvador-bahia-eleicoes-2016-2-1

Acusado de ter cometido estupro, o deputado federal Pastor Marcos Feliciano (PSC-SP) está nas manchetes dos jornais e sites diariamente e, mesmo assim, nada acontece com ele. Quem corrobora com o dado é o vereador de Salvador, Luiz Carlos Suíca (PT), que cobrou, nesta quarta-feira (10), rigorosa investigação sobre o caso para esclarecer as denúncias da estudante de jornalismo Patrícia Lélis. “Já sabemos do histórico de Feliciano e isso favorece a quem o denunciou. Racista, machista, misógino, homofóbico, intolerante e violento, sem falar que suas declarações têm incentivado o ódio contra a comunidade LGBT deste país”, pontua Suíca.

E não é apenas a acusação de tentativa de estupro que envolve Feliciano, existe ainda a denúncia de ameaça e cárcere privado contra Lélis pelo assessor dele, Talma Bauer, que foi detido na última semana pela polícia de Brasília. “A estudante contou que foi obrigada a gravar dois vídeos para desmentir o relato que ela própria tinha feito, acusando Feliciano da tentativa de estupro”, completa o vereador do PT. Suíca pede que as investigações considerem todos os pontos contraditórios da denúncia, inclusive sobre recebimento de dinheiro para fazer as gravações em vídeo e as ameaças de morte que a estudante teria recebido.

Sobre Mathias Jaimes

Mathias Ariel Jaimes ( DRT 5674 Ba ) , é CEO do site #TVServidor e sócio-proprietário da agência de comunicação interativa #TVS1 . Formado em publicidade na Argentina. Estudou artes plásticas na Universidade Federal da Bahia. MBA em marketing e comunicação estratégica na Uninassau. Aluno do professor Olavo de Carvalho, Curso Online de Filosofia, desde 2015.

Leia também!

“Abraço Imaginário” na propaganda eleitoral do PT; Dayane Pimentel é 13

A ex “Federal de Bolsonaro” virou cabo eleitoral petista da noite para o dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *